Ao acessar o site KLM.com você aceita o uso de cookies. Leia mais sobre cookies.

A lista do Museu Van Gogh

A experiência de visitar o Museu Van Gogh é incomparável: em nenhum outro lugar do mundo você encontrará uma coleção tão grande de pinturas de Vincent van Gogh. Com isso, os visitantes podem acompanhar o desenvolvimento do trabalho do artista. Além da coleção permanente, o museu apresenta muitas exposições temporárias.

Apesar de ser considerado hoje um dos mais famosos pintores holandeses do mundo, Van Gogh vendeu em vida somente uma obra. Principalmente quando trabalhou na França, Van Gogh pintou num ritmo frenético, algumas vezes criando várias pinturas num mesmo dia. O museu exibe nada menos que 200 pinturas e 500 desenhos, bem como uma grande seleção de suas cartas. Mesmo sendo uma questão de gosto e, por isso, sendo impossível compor uma lista dos 5 principais trabalhos exibidos pelo Museu Van Gogh, com certeza as cinco obras a seguir estão entre as mais populares.

A maior coleção mundial de Van Gogh

Netherlands

Amsterdã

Os Girassóis de Van Gogh

Os Girassóis (1889)

No verão de 1889, Van Gogh viveu e trabalhou em Arles, uma cidade no sul da França. Lá ele fez uma série de pinturas de girassóis, destinadas a decorar o quarto de hóspedes que seu amigo Paul Gauguin ocupava naquela época. Van Gogh pintou 4 dessas naturezas mortas, mas só 2 ele considerou suficientemente boas para decorar o quarto de Gauguin. Mais tarde ele fez mais 3 cópias dessas obras, uma das quais é exibida no Museu Van Gogh.

Os Comedores de Batatas (1885)

A pintura de uma família camponesa em uma mesa de jantar marca um novo rumo do trabalho de Van Gogh. Ele queria se tornar um bom pintor de figuras humanas e considerou este trabalho como uma espécie de teste de proficiência. Van Gogh fez experiências com várias composições e usou cores escuras e sóbrias para retratar a realidade o mais realisticamente possível – sem idealizá-la como sentia que tantos outros pintores tinham tendência de fazer.
Os Comedores de Batatas
O Quarto de Van Gogh

O Quarto (1888)

Esta pintura retrata o quarto de Van Gogh na “Casa Amarela”, o ateliê que ele alugou em Arles. Esta obra se destaca por seu brilho, com suas cores contrastantes, tinta aplicada espessamente e uma organização espacial estranha. A parede dos fundos do quarto parece inclinada. Isso não foi um erro do pintor, mas baseou-se na realidade – esta parte da casa amarela era realmente inclinada. Em outras partes, os objetos parecem inclinados porque a perspectiva não está correta. Van Gogh deliberadamente pintou objetos “chapados” e omitiu qualquer sombra, de forma que o trabalho se assemelhasse a uma gravura japonesa.

Íris (1890)

De 1889 até 1890, Van Gogh ficou internado em um hospital psiquiátrico em Saint-Rémy. Durante este período, ele buscou refúgio na pintura de temas da natureza. No final de sua crise, cerca de 1890, ele se dedicou basicamente a pintar naturezas mortas com flores. Pintou enormes buquês de íris roxas, dos quais um retratava um buquê contra um fundo amarelo vibrante. As diferentes cores complementares apenas intensificam a coloração. Antes disso, em Campo de Flores perto de Arles (1888), Van Gogh já tinha retratado as íris roxas vibrantes que o fascinaram tão profundamente.
Detalhe de Íris
Campo de Trigo com Corvos

Campo de Trigo com Corvos (1890)

Campo de Trigo com Corvos é uma das obras mais conhecidas de Van Gogh e provavelmente a que mais alimentou especulações. Foi feita apenas algumas semanas antes de sua morte. Argumentou-se que esta seria sua última pintura e que o céu escuro e sombrio com corvos e o caminho sem saída seriam presságios de sua morte. Mas esta teoria nunca foi comprovada. O campo de trigo era um dos temas prediletos de Van Gogh.

Relaxe na Museumplein, a Praça do Museu

Dica extra: O Museu Van Gogh, o Rijksmuseum e o Stedelijk Museum ficam em torno de uma praça, a Museumplein. Depois de visitar um museu, a grande praça é perfeita para um almoço delicioso ou um drink relaxante, ou simplesmente para sentar-se num banco e apreciar o vai-e-vem das pessoas e tomar um pouco de sol (se o clima permitir).

+ Ler mais

Museumplein

Veja no mapa

Van Gogh Museum, Paulus Potterstraat 7, Amsterdam, Holanda

Créditos das fotos

Mais sobre Amsterdã

Volte ao topo
  • www.airfrance.com
  • www.skyteam.com