Ao acessar o site KLM.com você aceita o uso de cookies. Leia mais sobre cookies.

Tesouros do Palácio Real de Amsterdã

O majestoso Palácio Real na Praça Dam é um dos principais monumentos históricos em Amsterdam. No século XVII, o imponente edifício no centro da cidade foi apelidado de "oitava maravilha do mundo". Hoje em dia ele é usado principalmente para recepções oficiais e eventos reais, embora o interior antigo e a bela coleção de arte sejam abertos ao público em geral durante todo o ano.

O Palácio Real de Amsterdã nem sempre foi um palácio. Originalmente ele foi projetado em 1648 pelo famoso arquiteto Jacob van Campen para ser a nova prefeitura da cidade de Amsterdã. Esse edifício clássico ricamente decorado deveria refletir a grandeza e a riqueza adquirida por Amsterdã na Era de Ouro, uma época de grande prosperidade econômica e cultural. No interior, você ainda pode admirar esculturas detalhadas e pinturas preciosas dessa era, incluindo obras de Rembrandt, Govaert Flinck e Ferdinand Bol.

O Palácio Real em Amsterdã

Netherlands

Amsterdã

De prefeitura a Palácio Real

A cidade mercantil mais importante do mundo no século XVII, Amsterdam precisava de uma prefeitura à altura. A praça Dam, no coração histórico da cidade, foi considerado o local ideal. Na altura de sua conclusão em 1665, a Prefeitura – que é alicerçada por 13.659 estacas de madeira – era o maior edifício público na Europa. O orgulho dos habitantes de Amsterdã foi exemplificado pelo renomado poeta holandês Joost van den Vondel, que comparou o impressionante edifício com "uma noiva que é o centro das atenções no dia de seu casamento".
Somente em 1808 o edifício tornou-se Real quando o rei Louis, irmão do imperador francês, começou a usá-lo como sua moradia. No entanto, ele não desfrutou do edifício por muito tempo; depois que Napoleão foi derrotado em 1813, o príncipe William de Orange devolveu o Palácio de volta para a cidade. O mobiliário do Império, no entanto, ainda está em exibição, composto por cerca de 2.000 peças ─ de móveis de madeira e estofados até lustres de bronze e tapetes únicos.

Mobília antiga decora o interior

Peças da Era de Ouro

O Palácio contém 17 salas majestosas, salas e galerias abertas ao público, e mais importante ainda, o Salão dos Cidadãos, que é o maior salão do Palácio. O espaço simboliza o universo; o piso de mármore possuem mapas do Hemisfério Celestial Norte e também dos hemisférios oriental e ocidental. O Palácio é mais visitado durante suas exposições anuais durante o verão e o outono. No verão, ele exibe a rica história do edifício, além de peças da Idade de Ouro, enquanto que no outono o foco muda para jovens e futuros artistas que foram indicados para o Prêmio Real de Pintura Moderna.

“O salão dos cidadãos simboliza o universo: o piso de mármore possui mapas do Hemisfério Celestial Norte e também dos hemisférios oriental e ocidental.”

Créditos das fotos

Mais sobre Amsterdã

Volte ao topo
  • www.airfrance.com
  • www.skyteam.com