KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Uma joia de centro histórico urbano

A capital equatoriana Quito tem o mais bem preservado centro histórico da América Latina. Desde que a cidade surgiu entre os picos dos Andes no século XVI, ela passou por um bom número de terremotos. Apesar disso, o centro ainda conta com mais de 130 edificações históricas, distribuídas por 300 quarteirões – um lugar maravilhoso e fascinante para se explorar.

Em 1978, a UNESCO declarou o centro histórico de Quito Patrimônio da Humanidade. O centro histórico situa-se a uma altitude de cerca de 3 mil metros e abrange cerca de 790 acres. Aqui você encontrará ruas estreitas e praças feitas de pedra vulcânica, assim como conventos serenos, prédios elegantes com fachadas brancas suaves e igrejas barrocas e góticas cheias de ouro. Mas o centro histórico é mais que um museu a céu aberto. Ele é o coração vibrante da cidade onde você pode observar e apreciar a vida local, tanto de dia como à noite.

A rua mais artística

La Ronda, a famosa rua de arte de Quito, tornou-se um local de reunião de escritores, artistas e músicos na década de 1930. Hoje, é um excelente lugar para encontrar todo tipo de artesanato, inclusive itens feitos de estanho ou prata e chapéus feitos de toquilla, um tipo de palha local. Tudo é feito aqui mesmo. À noite, predominam os músicos de rua, e os habitantes locais afluem aos muitos bares e restaurantes.

Sequência de prédios coloniais no centro da cidade
Praça da Independência

A principal praça de Quito

A Plaza de la Independencia é o coração da cidade velha onde ocorreram muitos eventos históricos importantes desde o século XVI. A praça é cercada por importantes edifícios, como o Palacio de Gobierno (Palácio Presidencial), a Catedral e a Prefeitura. Bem perto fica a Pasaje Espejo, uma agradável rua de pedestres repleta de restaurantes e o Teatro Bolívar – assim chamado em homenagem a Simón Bolívar, o homem que lutou pela independência do país.

+ Ler mais

Veja no mapa

Plaza de la Independencia

A melhor vista

Você não pode perder a enorme Basílica del Voto Nacional, de 115 metros de altura, por um bom motivo. Essa igreja, de construção neogótica, apresenta muitos elementos especiais que em geral não são encontrados fora do Equador: gárgulas em forma de iguanas, macacos, tatus e tartarugas do Arquipélago de Galápagos. Vale a pena subir até o deque de observação para ver melhor. Você ganhará como recompensa uma vista panorâmica da cidade velha e da área ao redor.

A cem metros no ar

Créditos das fotos

  • Praça da Independência: dutchbaby, Flickr