KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Admire Veneza de dentro d'água

Isto é romance veneziano em grande estilo: explorar os canais numa gôndola, enquanto o gondoleiro canta "O sole mio". Até mesmo um passeio de gôndola de menos de uma hora lhe dará um ótimo retorno por seus 100 euros. No entanto, há outras maneiras de admirar o Palácio Ducal e a Ponte Rialto da água sem falir. Aqui estão três alternativas econômicas ao famoso passeio de gôndola.

Os que estão decididos a fazer o passeio de gôndola, é bom que saibam que não há possibilidade de negociar o preço. Todos os gondoleiros são membros da Associação de Gondoleiros, que determina as tarifas: um passeio de gôndola de 40 minutos custa 80 euros durante o dia e 100 euros à noite. Você só pode negociar a duração do seu passeio de barco: pague menos e terá um passeio de gôndola mais curto. O preço só vai cair bastante se você compartilhar: um passeio de gôndola a dois é certamente muito romântico, mas cada gôndola comporta 6 pessoas e o preço é o mesmo.

Veneza de gôndola: um romance caro
Veneza de gôndola: um romance caro

Veneza

Travessia por traghetto: 2 euros

Gôndola econômica: Veneza por traghetto

Em qualquer outro lugar da Itália, um "traghetto" significa uma grande barca, mas em Veneza é um pouco diferente. O movimentado Canal Grande separa os bairros mais agitados, e, além da Ponte Rialto, quase não há outras pontes. Em vez de atravessar a Ponte Rialto, há grandes gôndolas (traghetti) – com gondoleiros remando – que vão para lá e para cá entre as duas margens. Há 7 pontos estratégicos onde você pode embarcar num traghetto, e cada barco acomoda bem até 12 passageiros. A travessia leva só alguns poucos minutos, e uma passagem de sentido único custa apenas 2 euros.

Pulando de ilha em ilha: Veneza por vaporetto

Numa cidade que se espalha por 117 ilhas, faz sentido que a maior parte do transporte público utilize os canais. O "vaporetto", ou ônibus aquático, levará você a qualquer lugar. A linha 1 faz um ziguezague para frente e para trás ao longo do Canal Grande. A Linha 82 oferece um serviço expresso na mesma rota. Outras linhas levarão você para as ilhas vizinhas, tais como Burano, Murano e Lido. Os Vaporetti navegam de acordo com um horário fixo, que fica exposto em cada loja e pode ser consultado em www.actv.it. Uma passagem de sentido único custa 7 euros; em geral é mais barato comprar um cartão de transporte para um dia ou uma semana.

Burano, uma ilha colorida
Saia por conta própria pelos canais de Veneza

Faça-você-mesmo: Veneza por toppetta

Você pode se organizar por conta própria para conhecer os canais de Veneza. Em Giampietro Brussa (

www.brussaisboat.it

), perto da estação de trem em Cannaregio, você pode alugar uma "toppetta" por 150 euros por dia, com o combustível incluído. Estes barcos abertos tradicionais não são luxuosos, mas eles têm uma placa de licença veneziana, portanto têm permissão para navegar pelo lago e pelo Canal Grande. Não é necessário ter carteira de navegação, mas, devido à quantidade de tráfego de barcos nos canais, é perigoso sair por conta própria sem ter uma sólida experiência de navegação. Os toppetti também podem ser alugados com um marinheiro.