KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Arlington: a memória norte-americana

O famoso Cemitério Militar de Arlington fica entre as colinas verdes da Virgínia, nos arredores de Washington D.C. Com suas infinitas fileiras de lápides brancas e muitos monumentos de guerra, é um lugar impressionante e pungente para se visitar. Além de soldados, políticos norte-americanos famosos, incluindo o Presidente John F. Kennedy, também foram sepultados aqui.

Desde 1868, os Estados Unidos cultivam a memória de seus heróis de guerra neste lindo lugar perto de Washington, do outro lado do Rio Potomac. Grande parte dessa área de 253 hectares pertenceu no passado à fazenda do General Robert E. Lee, o comandante das forças confederadas na Guerra Civil americana. Do cemitério no topo da colina você pode apreciar vistas deslumbrantes da capital. À distância, a cúpula do Capitólio dos Estados Unidos e o obelisco do Monumento a Washington erguem-se sobre a cidade.

O Cemitério Nacional de Arlington
O Cemitério Nacional de Arlington

Washington

A chama eterna no túmulo de JFK

John e Robert Kennedy

O Cemitério Nacional de Arlington tem mais de 350 mil sepulturas, e ainda se fazem enterros aqui todos os dias. Os túmulos mais famosos são os de John e Jackie Kennedy, que estão sepultados perto de dois de seus filhos. Uma chama eterna arde em homenagem ao presidente assassinado. Seu irmão, Robert Kennedy, que também foi assassinado, está igualmente enterrado aqui. Outra sepultura muito visitada em Arlington é o Túmulo do Soldado Desconhecido, que foi construído depois da Primeira Guerra Mundial. As vítimas desconhecidas da Segunda Guerra Mundial e das Guerras da Coreia e do Vietnam também foram mais tarde enterradas aqui. Perto do monumento mais fotografado fica o anfiteatro de mármore onde são realizadas as cerimônias de memória nacional.

Enfermeiras e astronautas

Existem 70 seções no cemitério, dedicadas a diferentes guerras ou a soldados com históricos específicos. Há seções separadas para soldadas e para enfermeiras do exército. Existe também uma seção onde foram enterrados 4 mil escravos. Muitos dos visitantes – que se contam em centenas diariamente – vêm para a seção 60: é aqui que desde 2001 as vítimas da guerra contra o terrorismo são sepultadas, incluindo os soldados que foram mortos no Iraque ou no Afeganistão.
Muitas lápides mencionam condecorações militares, como a Medalha de Honra, concedidas aos soldados que mostraram coragem excepcional. Existem também diversos monumentos no cemitério que recordam momentos pungentes da história norte-americana, como uma placa em homenagem aos astronautas que morreram na explosão do Ônibus Espacial Challenger, em 1986. Há também uma grande lápide para as vítimas do 11 de setembro no Pentágono, que fica perto de Arlington.

Fileiras infinitas de lápides brancas
Cerimônia de Troca da Guarda

Troca da guarda

Desde 1948, o 3º Regimento de Infantaria guarda o Túmulo do Soldado Desconhecido. Os visitantes do cemitério podem assistir à cerimônia de troca da guarda. Dependendo da estação, ela ocorre a cada meia hora ou a cada hora. Um comandante “de dispensa” inspeciona as armas da nova guarda e dispensa a velha guarda de suas obrigações. Os três soldados então prestam homenagem solene ao Soldado Desconhecido, antes que a nova guarda assuma o posto.

Créditos das fotos

  • Cerimônia de Troca da Guarda: MISHELLA, Shutterstock