KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Longe da estrada: Ilha Grande

A oeste do Rio de Janeiro fica um dos mais lindos cenários do Brasil: a Costa Verde. É impossível imaginar contraste maior: as favelas cariocas superpovoadas, os engarrafamentos barulhentos e as massas de turistas cedem lugar à floresta tropical, às cidades coloniais e praias sossegadas. O destaque na Costa Verde é a Ilha Grande que foi declarada parque nacional.

Pergunte a qualquer carioca, um habitante do Rio, com que se parece o paraíso, e a resposta muito provavelmente será: Ilha Grande. Pode-se chegar à ilha de carro (alugado) ou ônibus (2h30min do Rio de Janeiro até Angra dos Reis) e depois mais 1h30 de barco. Portanto, com certeza não é um passeio de um dia. Os brasileiros reservam uma charmosa pousada (bed & breakfast) e a transformam num refúgio de pernoite.

O paraíso do Rio: Ilha Grande
O paraíso do Rio: Ilha Grande

Rio de Janeiro

De barco por 107 praias tropicais

O pavó de peito vermelho, o macaco bugio marrom, a preguiça-de-coleira, o papagaio-chauá e o jacaré-de-papo-amarelo são apenas algumas das espécies em risco de extinção que vivem nessa Floresta Tropical Atlântica preservada. A ilha inteira é um parque nacional protegido e por isso completamente sem carros. Fique num alojamento ecológico ou numa pousada no povoado principal da Vila do Abraão e explore os quase 200 quilômetros quadrados a pé pelas 16 trilhas de caminhada demarcadas.
Você também pode andar de mountain bike pelas encostas dos morros cobertas de floresta para visitar várias cachoeiras, ou fazer um tour de barco pelas diversas baías, enseadas e praias. As praias da ilha são perfeitas para passar um dia de ócio em uma rede ou saboreando um piquenique. Você também encontrará lugares excelentes para mergulhar. Além de grandes cardumes de peixes coloridos, é possível ficar cara a cara com uma tartaruga marinha ou um golfinho. Os cariocas estão certos: Ilha Grande é o paraíso na terra.

“Explore a pé ou de barco as 107 praias da Ilha Grande, livre de carros”

Paraíso na terra

Eco-hostel, hotel boutique ou alojamento na floresta?

Devido ao seu status de proteção, a Ilha Grande só oferece hospedagem em pequena escala e ecológica. Uma ótima opção econômica é o Aquario Hostel, localizado próximo a uma linda praia com uma piscina natural. Outra opção é o Jungle Lodge, localizado na floresta, logo na saída da vila, que oferece vários tours de barco e caminhada. Se você busca uma estadia mais exclusiva, faça uma pequena viagem de barco do Abraão até Asalem: um esconderijo luxuoso numa baía azul. Lembre-se de que a exuberante biodiversidade da Ilha Grande significa também que os insetos reinam livres – portanto venha armado com um grande arsenal de repelente.

Pôr do sol na praia de Lopes Mendes