KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Genebra: prazeres à beira da água

A cidade mais compacta do mundo cresceu ao redor da ponta sudoeste do Lago Léman. Com o impressionante Jet d'Eau (Fonte de Genebra) bem no meio, o lago fascina e encanta. Caminhe pelas marinas, o Jardim Inglês e as fachadas de hotéis em estilo neoclássico ou veleje no lago apreciando a vista do Mont Blanc, dos vinhedos e dos castelos.

Genebra é cercada de água por todos os lados. O maior lago com água dos Alpes, o Lago Léman, fica na frente de prédios imponentes, e o Rio Ródano também corta a cidade antes de chegar à fronteira com a França. Na margem norte do rio você encontrará a região onde está localizada a maioria das organizações internacionais. O centro antigo fica na margem sul. Do alto da torre centenária da catedral, é possível ter uma vista incrível da cidade, das montanhas e do lago.

A fonte ao entardecer

Fonte de alta pressão

A Fonte de Genebra, no coração do porto, borrifa água a 140 metros de altura. Ela foi originalmente uma válvula, construída para ajudar a despressurizar o sistema de fornecimento de água, que esguichava água de vez em quando. A fonte atual foi construída em 1951. Desde então, ela borrifa água a uma velocidade de 200 quilômetros por hora, que desce transformada em vapor d’água. O arco-íris é fabricado sob medida.

Fiéis ao píer

Pergunte aos moradores de Genebra qual é o local preferido deles na cidade e muitos dirão que é o Bains des Pâquis. No inverno, os visitantes disputam um lugar na sauna e no banho turco. No verão, a piscina passa a ser disputada. Também há aulas de tai chi chuan oferecidas gratuitamente nas noites de domingo, durante o verão. Se preferir algo para comer, saboreie um delicioso fondue de queijo. A vista do sol se pondo no porto é cortesia da casa.
Banhos des Pâquis
Cruzeiros que passam por vinhedos

Barcos a vapor da belle époque

A vista do lago já vale a visita, mas a vista panorâmica de dentro do lago é incrível. Barcos a vapor da belle époque oferecem uma vista incrível da Fonte de Geneva, dos vinhedos e dos castelos à beira do lago. Se o tempo permitir, talvez seja possível ver o topo do Monte Branco coberto de neve. Os tours variam de passeios de barco com duração de uma hora a “cruzeiros gourmet no lago”, passeios gastronômicos nos quais é possível saborear vinhos dos vinhedos pelos quais o cruzeiro passa.

Créditos das fotos

  • Banhos des Pâquis: Michelle, Flickr
  • Cruzeiros que passam por vinhedos: Michelle, Flickr