KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Fantasmas e joias no Castelo de Edimburgo

Intrigas, assassinatos, nascimentos reais e lutas militares: o Castelo de Edimburgo tem uma história conturbada, mas fascinante. Empoleirado no topo de uma rocha vulcânica bem acima da cidade, este castelo secular é uma referência importante na silhueta de Edimburgo. E, se você se perder, o castelo serve de importante ponto de orientação.

O castelo não foi originalmente construído como ele é hoje. A parte mais antiga é a St. Margaret’s Chapel (Capela de Santa Margarida), que foi construída em torno de 1130 e funcionava como igreja real. Ao longo dos séculos, o Castelo de Edimburgo foi gradualmente ampliado. Cerca de 1510, o Rei Jaime IV encomendou a construção do Great Hall (Grande Salão), e do Scottish National War Memorial (Memorial da Guerra Nacional da Escócia) foi acrescentado depois da Primeira Guerra Mundial. Um tour pelo castelo lhe mostrará as joias da Coroa, os aposentos reais e, como é próprio de qualquer castelo medieval que se preze, seus calabouços sinistros.

O Castelo de Edimburgo fica empoleirado no alto de uma rocha
O Castelo de Edimburgo fica empoleirado no alto de uma rocha

Edimburgo

As joias da Coroa escocesa

O castelo é bem grande, por isso, separe pelo menos algumas horas para a visita. Alguns dos edifícios mais importantes, incluindo o Palácio Real, encontram-se ao redor da Crown Square. O Palácio Real era antigamente lar da Rainha Maria Stuart, também conhecida como Mary, Queen of Scots (Mary, a Rainha dos Escoceses). Foi no pequeno quarto de partos que ela deu à luz seu filho, o Rei James VI, em 1566.

A Exposição Honours of Scotland também fica dentro dos muros do Palácio Real. Aqui você pode admirar as impressionantes joias da Coroa escocesa, como a coroa de 1540 e a espada (Sword of State) que o Rei James IV recebeu de presente do Papa Júlio II, em 1507. Outro elemento especial é a Stone of Destiny (Pedra do Destino); por muitos séculos os reis escoceses foram coroados sobre esta pedra. Em 1950, quatro estudantes escoceses roubaram a pedra da Abadia de Westminster, em Londres, onde ela estava desde 1296. Três meses depois, a pedra, ou pelo menos uma pedra muito parecida, reapareceu. Ela foi transferida para Edimburgo em 1996. A semelhança é notável, mas alguns ainda duvidam se esta é a verdadeira Pedra do Destino.

Vista do castelo a partir de Calton Hill

“O fantasma de um tocador de gaita ainda assombra os túneis subterrâneos do castelo”

Túneis escondidos

Edimburgo é uma das cidades mais assombradas da Europa, com inúmeras histórias de fantasmas, muitas das quais tendo como cenário o castelo e seus arredores. Uma dessas histórias conta a lenda de um tocador de gaita que assombra os túneis que correm por baixo do castelo até Royal Mile. Quando os túneis foram descobertos alguns séculos atrás, um tocador de gaita desceu para explorá-los. Enquanto se embrenhava pelos túneis, ele tocava sua gaita de fole para que as pessoas que estavam do lado de fora pudessem escutar onde ele se encontrava; mas no meio do caminho para Royal Mile, a música parou. Uma equipe de resgate desceu para procurar o tocador de gaita, mas ele tinha desaparecido sem deixar pistas. Conta-se que o fantasma solitário do tocador de gaita ainda assombra os túneis. De vez em quando ainda se consegue ouvir sua música no castelo ou nas ruas por cima dos túneis.

+ Ler mais

Veja no mapa

Castelo de Edimburgo, Castlehill, Midlothian EH1, Reino Unido