KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Ground Zero, o Marco Zero: ainda um local extraordinário

Por muitos anos, as sempre presentes Torres Gêmeas (Twin Towers), outrora os edifícios mais altos do mundo, foram a maravilha dos marcos históricos de Nova York. No local onde as torres ficavam, existe agora um impressionante tributo às vítimas do 11 de setembro. A cidade está construindo novos arranha-céus que preencherão o vazio no skyline de Nova York.

O orgulho de Nova York, as Torres Gêmeas, eram parte de 7 prédios que formavam o World Trade Center. As torres tinham 110 andares de altura e abrigavam escritórios de centenas de empresas. Dia 11 de setembro de 2001 tudo isso terminou tragicamente, quando dois aviões sequestrados se chocaram contra os edifícios.

Silhueta dos arranha-céus de Nova York
Silhueta dos arranha-céus de Nova York

Nova Iorque

Memorial do 11 de setembro

Um tributo memorável

Limpar os escombros dos edifícios foi um longo e árduo trabalho, mas os nova-iorquinos otimistas imediatamente começaram a traçar planos para transformar este local num memorial digno. Dez anos depois dos ataques, dia 12 de setembro de 2011, o Memorial do 11 de setembro foi inaugurado. Dois espelhos d’água foram criados no lugar exato onde outrora se erguiam as Torres Gêmeas. A água escorre das bordas que são cercadas por placas de cobre onde estão gravados os nomes de todas as vítimas. Este é um local emocionante e pungente. O memorial também inclui um museu que conta a história desse dia fatídico de setembro, por meio de textos, sons e imagens.

A simbólica Freedom Tower

A criação de novos ícones

A construção de um novo World Trade Center está a todo vapor – 5 novas torres estão sendo construídas aqui. A torre mais alta é One World Trade Center, que está quase pronta. Ela oferece 325 mil metros quadrados de espaço, distribuídos em 104 andares. O prédio mede 1.776 pés (mais de 500 metros) e não só é mais alto que as Torres Gêmeas, como também é hoje o mais alto edifício do hemisfério ocidental. Sua altura não foi escolhida ao acaso: o Congresso aprovou a Declaração de Independência no ano de 1776.

Créditos das fotos

  • Memorial do 11 de setembro: Littleny, Shutterstock