KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Museumsinsel: uma “ilha do tesouro” repleta de obras de arte de todos os cantos do mundo

Uma das ilhas no Rio Spree abriga tantas obras de arte internacionalmente famosas que foi nomeada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. De acordo com a comissão de cultura das Nações Unidas, “esse conjunto único de prédios representa mais de um século da arquitetura moderna de museus”. A área começou a ser frequentada no século XVI devido a um jardim ao lado do castelo da cidade. Atualmente, a Ilha dos Museus abriga cinco dos museus mais importantes do mundo.

O Stadtschloss, o castelo da cidade, que foi construído no século XVI na ilha e demolido em 1950 por Walter Ulbricht, líder da antiga República Democrática Alemã, está sendo reconstruído. O jardim do palácio ainda pode ser encontrado ao lado do majestoso Berliner Dom e do Altes Museum, e abriga diversas antiguidades clássicas. Mas a ilha é conhecida principalmente por seus maravilhosos museus. O Neues Museum abriga coleções de arte egípcia e pré-histórica, além de artefatos históricos antigos. O acervo do Alte Nationalgalerie é composto por pinturas e esculturas. O Pergamonmuseum possui enormes estruturas da antiguidade clássica e no Bodemuseum, é possível ver uma coleção de moedas e arte bizantina. Três dos maiores tesouros artísticos de Berlim na mesma área.

Nefertiti, uma das atrações do Neues Museum

“A mulher mais bonita de Berlim”

Esqueça Marlene Dietrich ou Hildegard Knef: a mulher mais bonita de Berlim é a Rainha Nefertiti. Junto com o Faraó Akhenaten, ela governou o Egito no século 14 a.C. Seu busto em mármore tem mais de três mil anos e esteve enterrado boa parte desse tempo. Mas com a exceção de pequenos danos, Nefertiti foi completamente preservada. Em 1912, o busto foi descoberto por um arqueólogo alemão no local onde ficava o ateliê de Tutmoses, o escultor real. Agora, ela pode ser admirada no Neues Museum.

O monge de Caspar David Friedrich

Trajando uma batina que balança ao evento, o monge solitário de Caspar David Friedrich contempla o mar. O “pintor do silêncio” ficou famoso pelas suas paisagens românticas. No entanto, apenas alguns de seus trabalhos podem ser vistos na Alemanha. Na obra intitulada “Monge à Beira-mar”, Friedrich retrata um homem que aparece de costas, apequenado pela grandiosidade da natureza. O céu claro, a praia vazia e a vastidão do mar são impressionantes. O quadro pode ser admirado no Alte Nationalgalerie junto com a obra “Abadia no Carvalhal”.

“Der Mönch am Meer” de Caspar David Friedrich
O museu Pergamon

Um templo grego em Berlim

Um portal ancestral e lindamente decorado da Babilônia, uma colorida sala de estar do século XV de Alepo, um enorme portão de mercado de Mileto. Com obras como essas, não é de admirar que o Pergamonmuseum seja o museu mais visitado da Alemanha. A maior atração é o Pergamon Altar, um templo grego do século 2 a.C. adornado por uma frisa de 113 metros com imagens de deuses e gigantes. O enorme altar foi escavado em 1878 por um arqueólogo alemão, no lugar que hoje é a Turquia, e enviado para Berlim para ser restaurado. O Pergamonmuseum foi erguido ao redor do altar.

+ Ler mais

Visualização no mapa

Museumsinsel, Mitte, Berlim

Créditos das fotos

  • Nefertiti, uma das atrações do Neues Museum: Santiago Atienza, Flickr
  • “Der Mönch am Meer” de Caspar David Friedrich: adatw, Flickr
  • O museu Pergamon: pio3, Shutterstock