KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

À beira do Grand Canyon

Não importa quantas fotos você possa ter visto do Grand Canyon, nada se compara à primeira visão real dessa maravilha natural do mundo. A imensa profundidade, as rochas em todos os tons possíveis de vermelho e o cintilante Rio Colorado no fundo do cânion, tudo contribui para uma experiência inesquecível. O imenso tamanho do cânion só pode realmente ser percebido quando se fica à sua beira. E mesmo assim você só estará vendo uma fração desse fenômeno natural.

Ninguém sabe ao certo quantos anos tem o Grand Canyon, mas as estimativas indicam que a pedra do fundo do cânion data de 1,8 bilhões de anos. De Las Vegas você pode fazer um passeio de dia inteiro de avião ou helicóptero, mas, para realmente vivenciar o Grand Canyon, é melhor viajar de carro e passar a noite em um dos muitos alojamentos do parque. Um pôr do sol no Grand Canyon é um momento realmente memorável.

O nascer do sol sobre o Grand Canyon
O nascer do sol sobre o Grand Canyon

Las Vegas

A pé

As várias trilhas de caminhada no Grand Canyon oferecem oportunidades reais para se explorar essa maravilha natural a pé. É também possível caminhar pela margem do Rio Colorado, mas isso requer bastante preparo físico. Guardas do parque amistosos estão à disposição nos centros de visitantes para recomendar as caminhadas mais adequadas. A rota mais fácil é a Rim Walk: uma caminhada de muitos quilômetros à beira do cânion que proporciona vistas espetaculares. Os que preferem uma curta descida podem optar pela South Kaibab Trail. A primeira descida pela encosta do cânion é um pouco íngreme, mas você será rapidamente recompensado pelas lindas vistas de dentro do cânion. A South Kaibab Trail continua até o Rio Colorado, e você pode fazer a caminhada tão longa ou tão curta quanto desejar. Os caminhantes mais em forma podem seguir a trilha até o fim e passar a noite no acampamento Bright Angel Campground.
A vista do helicópero

A vista do ar

A única forma de ter uma visão panorâmica do cânion é do ar. Você pode sobrevoá-lo de avião, mas um voo de helicóptero é muito mais espetacular. Através das grandes janelas, você terá uma vista impressionante das profundezas vertiginosas do cânion e do Rio Colorado. O ponto alto é o voo através do Dragon Corridor no South Rim (Margem Sul), a parte mais larga e profunda do cânion.

Da passarela aérea

Para outra vista aérea sem que seus pés saiam do solo, reserve um tempo para visitar a Skywalk. Esta passarela de vidro foi inaugurada em 2007, no Grand Canyon West. A terra pertence aos índios Hualapai, e é preciso pagar para ter acesso à Skywalk e para entrar no próprio Grand Canyon West. O piso de vidro da passarela se projeta cerca de 21 metros para fora da encosta do cânion, possibilitando que se olhe diretamente para as profundezas do cânion.
A Skywalk

Créditos das fotos

  • A Skywalk: jabiru, Shutterstock