KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Paraíso na costa de Jacarta

Momentos antes de aterrissar no aeroporto de Jacarta, olhe para baixo para ver as dezenas de ilhazinhas que compõem o Mar de Java: este é o belo arquipélago de Pulau Seribu, abençoado com palmeiras, praias e barreiras de corais. Embora seja possível chegar a algumas das ilhas após um deslocamento de meia hora de barco saindo de Jacarta, você terá a impressão de que está muito distante.

A maioria dos turistas que visitam Java e as cidades ao redor tem um destino certo: a paradisíaca praia tropical de Bali. Muitos ignoram Pulau Seribu que, justamente por esse motivo, é um local extremamente tranquilo. Algumas das ilhas são o lar de pescadores e abrigam prédios da época da Companhia Holandesa das Índias Orientais. No entanto, a maioria das 110 ilhas pertence a um parque nacional inabitado.

Branco, verde e azul em Bintang
Branco, verde e azul em Bintang

Jacarta

Espaço para tartarugas

As ilhas na costa de Jacarta são chamadas de Pulau Seribu, que significa “mil ilhas”. Esse nome é um pouco exagerado, pois o arquipélago possui “apenas” 110 ilhas. No entanto, cada ilha é única. Quanto mais distante do continente for a ilha, mais clara será a cor da água do mar e mais fina será a areia da praia.

As ilhas na costa oferecem belezas naturais e portos históricos, motivos que justificam a visita. Em 1615, a Holanda construiu um estaleiro na Ilha de Onrust, onde era feita a manutenção dos navios da Companhia Holandesa das Índias Orientais. Nos anos seguintes, também foi construído um forte com pedras vermelhas e corais em Kelor, a ilha vizinha. Embora os britânicos tenham destruído esses prédios em várias ocasiões, algumas ruínas se mantiveram de pé.

A Ilha de Pramuka fica um pouco distante, mas talvez seja a ilha mais agitada do arquipélago. Mas isso é relativo em comparação com Jacarta. A ilha tem um jardim de borboletas e um criadouro de tartarugas onde, se você tiver sorte, é possível ver tartarugas pequenas indo para o mar.

Uma tartaruga marinha na barreira de corais

Passe a noite no paraíso

Pulau Macan é um conjunto de ilhas a apenas 90 minutos de distância da capital. Um dos resorts da ilha, o Tiger Island Village & Eco Resort, foi construído apenas com restos de naufrágios. Os bangalôs estilosos e confortáveis são cercados por flores tropicais e palmeiras. O conceito “eco” é algo levado muito a sério neste local. A maioria dos funcionários que trabalham no resort são nativos, os vegetais são plantados no jardim do resort, os móveis são feitos por carpinteiros locais e a água dos chuveiros é reaproveitada da chuva. Passe os dias explorando o mundo submarino ou remando até uma ilha vizinha.

Tiger Island Village & Eco Resort

Créditos das fotos

  • Tiger Island Village & Eco Resort: Brianna Laugher, Flickr