KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Paramaribo, um caldeirão culinário

Poucas cozinhas são tão versáteis e coloridas quanto a surinamesa. Graças às influências dos muitos grupos étnicos que compõem este país, a tradição culinária de Paramaribo é um verdadeiro caldeirão, às vezes literalmente. Crioula, indiana, javanesa, judaico-portuguesa, holandesa… O que você tem vontade de comer?

Lojas de roti, pequenos cafés locais (warungs), restaurantes informais… Há muitos locais excelentes espalhados pela cidade, onde você pode saborear a variedade de cozinhas do Suriname. Os cafés crioulos na Waterkant são um destino popular – o lugar perfeito para um jantar ao pôr do sol com vista para o Rio Suriname. Um pouco mais afastado do centro da cidade fica o bairro javanês Blauwgrond, para uma experiência inesquecível da culinária indonésia-surinamesa. Os famosos rotis indianos podem ser saboreados quase em cada esquina de Paramaribo!

Paramaribo, uma cidade para os amantes da boa mesa
Paramaribo, uma cidade para os amantes da boa mesa

Paramaribo

A cozinha crioula

As tradições culinárias dos escravos africanos deram ao Suriname alguns pratos maravilhosos, tais como a sopa de amendoim e o “moksi alesi”, um prato de arroz com peixe salgado e legumes. Ainda mais famoso é o “pom”, um prato de forno servido em geral em celebrações festivas. O prato consiste de um purê de tayer (uma raiz local), coberto com frango, carne defumada e molho de tomate. Tradicionalmente, preparar e comer o pom era um evento social; as famílias pagavam para usar o forno central do bairro para assar seu prato. Hoje existe também uma variação mais rápida da receita: o sanduíche de pom.

“O prato festivo de forno “pom” consiste em tayer com frango, carne defumada e molho de tomate”

Cozinhando um roti

Bem-vindo ao paraíso do roti

Cerca de um quarto da população do Suriname é de origem indiana. Depois da abolição da escravatura em fins do século XIX, os indianos vieram da Guiana Inglesa e da Índia para o Suriname para trabalhar como trabalhadores contratados nas plantações. Em seu rastro, trouxeram uma deliciosa seleção de curries, samosas e roti. No Suriname, o roti, em forma de panqueca, é em geral servido enrolado com um curry de frango, batatas e vagens. Os locais comem a iguaria sem garfo e faca, simplesmente cortando um pedaço do roti para pegar os outros ingredientes no prato. Os melhores roti de Paramaribo podem ser encontrados nas lojas especializadas em roti, como Joosje (Zwartenhovenbrugstraat 9) ou Roopram (uma rede que vende mais de 10 tipos diferentes de roti, incluindo de frango, ovo e fígado).

Uma noite javanesa em Blauwgrond

Para uma experiência culinária e cultural, os gourmets vão jantar no bairro Blauwgrond. O bairro javanês de Paramaribo reúne uma grande variedade de “warungs”. Esses restaurantes autênticos em geral nada mais são que uma extensão ou uma varanda de uma residência familiar. Os clientes se sentam a mesas simples, e as pequenas cozinhas servem os mais deliciosos pratos indonésios. Peça uma sopa “saoto”, com frango, ovo e vegetais. Os locais, residentes estrangeiros e turistas também podem saborear pratos mais picantes como nasi (arroz frito), bami (macarrão frito) e satay (espetos de carne com molho de amendoim). Refresque-se com um “dawet”, uma bebida geladíssima de coco!