KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O relógio astronômico de Praga

O relógio astronômico de Praga, feito pelo relojoeiro Mikuláš não é só lindo de se ver, é também um dos relógios mais antigos e mais detalhados já fabricados no mundo. Esse relógio na fachada da Prefeitura é uma das principais atrações de Praga. Além de marcar as horas, ele também indica as fases da lua e o movimento das estrelas.

A obra-prima foi instalada em 1410 e reconstruída em 1490 por outro relojoeiro, Mestre Hanuš. Por muitos séculos acreditou-se que ele era o criador do relógio, até que se achou um documento em 1961 que revelou a verdadeira história. O relógio é formado por três componentes principais: uma esfera astronômica que indica a hora e a posição do sol e da lua, uma esfera com medalhões que representam os meses, e um mecanismo que mostra aos espectadores a cada hora a procissão dos Doze Apóstolos.

A morte fica do lado direito do relógio

Estatuetas em movimento

Diariamente à hora certa, das 8h às 20h, todo o mecanismo ganha vida. Além do movimento mecânico dos apóstolos, há outras estatuetas que se movimentam na parte externa do relógio. Elas representam algumas das coisas mais temidas pelos habitantes de Praga hoje em dia: avareza, vaidade e morte. Desde o século XVI, o mecanismo que mede o tempo foi consertado e restaurado diversas vezes. A última restauração foi em 1865. Esse também foi o ano em que os apóstolos foram agregados ao relógio.

“Conta a lenda que Hanuš teve os olhos perfurados para não conseguir reproduzir o relógio em outro lugar.”

Tempo babilônico

O relógio astronômico de Praga indica várias horas: a hora astronômica, a centro-europeia, a tcheca antiga e a babilônica. Esse relógio de Praga é o único no mundo que pode dizer a hora babilônica. É claro que existe uma lenda sobre esta obra de arte histórica e especial. Quando o Mestre Hanuš terminou seu trabalho no relógio, ele foi supostamente cegado pelas autoridades da cidade para impedir que recriasse essa obra-prima em outra cidade e até mesmo construísse um melhor. Diz-se que Mestre Hanuš, por vingança, danificou o relógio pouco antes de morrer e o maldisse. Ainda segundo a lenda, todos os homens que tentaram consertar o relógio enlouqueceram ou morreram – mas, como na maioria das lendas, é claro que ninguém sabe o que realmente aconteceu.