KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Serenidade em Bangkok

O Palácio Real, um exemplo ímpar da arquitetura tailandesa, é uma das muitas maravilhas de Bangkok. Cada parte imaginável do complexo é decorada. Os detalhes nas dezenas de milhares de telhas, peças de madeira entalhadas em ouro e os guardas míticos são simplesmente incríveis. Como o complexo é composto por dezenas de edifícios, só uma visita não é suficiente.

O centro antigo de Bangkok está sempre agitado. Tuk-tuks e ônibus urbanos cortam as vias, enquanto crianças brincam com pipas na grama ao lado do palácio murado. Os telhados brilhantes são visíveis da rua, mas a verdadeira beleza do complexo pode ser plenamente apreciada apenas do lado de dentro de seus muros. Aqui, o clima é de calma e tranquilidade, os sons das ruas ao redor são quase imperceptíveis.

Um lugar paradisíaco

O Palácio Real foi construído em 1782, depois que o rei Rama I assumiu o poder que era do Rei Taksin. Esse último teve um palácio na margem ocidental do rio, mas Rama I queria sua própria sede de poder e construiu seu palácio na margem oriental. O palácio foi construído em madeira e os tailandeses estavam convencidos de que o rei era a personificação de sua divindade suprema, Narayana. Porque deuses vivem no céu, carpinteiros e artistas de todo o país asseguraram que o complexo do palácio se tornasse um lugar paradisíaco.

Hoje, o complexo dispõe de galerias, gramados, um mausoléu, uma biblioteca, auditórios, capelas e apartamentos reais. A maior opulência decorativa imaginável pode ser encontrada em toda parte. A Chakri Maha Prasat (Sala do Trono), é um magnífico exemplo disso e apresenta uma mistura especial de arquitetura tailandesa e europeia. Rama V, que foi rei de 1868-1910, originalmente queria um palácio no estilo europeu, cheio de cúpulas, e contratou dois arquitetos britânicos para a tarefa. Seu ministro-chefe aconselhou-o a integrar elementos tailandeses ao projeto, por isso há a presença de telhados típicos tailandeses em verde e ouro.

Um guarda mítico protege o palácio

Em terra sagrada

Para muitos tailandeses, o principal motivo de visitação não é o palácio em si, mas o Templo do Buda de Esmeralda. O exterior do templo é tão impressionante quanto o seu interior. Estupas de ouro e estátuas de guardas míticos emolduram o templo, e em torno dessa coleção de obras de arte budista, há uma parede retratando a história nacional da Tailândia. Metros de murais retratam o Ramakien, o poema épico tailandês, no qual Hanuman e seu exército de macacos e os reis idealistas representam os papéis principais.

Todos os dias, o templo recebe uma procissão de fiéis tailandeses que se ajoelham, rezam e oferecem sua devoção à estátua do Buda de Esmeralda. Essa atenção especial é em parte devido à história da estátua. Durante séculos, ela viajou com o rei de cidade em cidade, e se dizia que trazia boa sorte para todos os que orassem para ela. Verdade ou não, muitos tailandeses dedicam seu tempo para visitar o Buda de Esmeralda. Nunca se sabe…

O mural

O Ramakien ganha vida

Passagens do poema épico Ramakien são representadas em vários teatros de Bangkok. Atores dançam a música tradicional tailandesa com fantoches míticos difíceis de controlar. É uma arte que requer anos de prática. Em alguns teatros, os próprios atores fazem os trajes e encenam os papéis principais. Entre outros teatros, o show pode ser visto no Joe Louis Puppet Theatre, Siam Niramit Theatre e no Teatro Nacional.

Representação de fantoches de Ramakien

Créditos das fotos

  • Representação de fantoches de Ramakien: Duron123, Shutter