KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Comprando joias no Jewellery Quarter

Alianças de casamento tradicionais, braceletes da moda em ouro ou prata e outras belezas brilhantes: o Jewellery Quarter em Birmingham é o melhor lugar para encontrar a lembrança ou presente perfeito. Por muitas gerações, joalheiros deste bairro vêm desenhando à mão as mais belas joias da Inglaterra. Quanto mais perto da fonte, os preços são mais baratos.

O Jewellery Quarter, ao sul de Hockley, se caracteriza por centenas de edifícios históricos. E há muitas joalherias. Visite o pitoresco museu do Jewellery Quarter: esta oficina autêntica o leva a tempos passados e revela os segredos dos ourives. Uma visita a uma joalheria também é obrigatória. Admire belas joias artesanais e outros ornamentos brilhantes nas muitas joalherias na região das ruas Vyse e Frederick.

O Jewellery Quarter no distrito Hockley
O Jewellery Quarter no distrito Hockley

Passeio pela história

No meio da pressa e agitação da cidade encontra-se um charmoso oasis verdejante: St. Paul's Square. A praça cercada de árvores é ideal para fazer piqueniques ou relaxar em um dos pátios para observar os compradores. A atração principal da praça é a St. Paul's Church, também apelidada de igreja dos joalheiros, construída em 1779. Se estiver com fome, há muitas opções para comer na praça e seus arredores: 'bangers and mash' (salsichas com purê de batata) em um pub britânico ou curry picante em um restaurante indiano. O museu do Jewellery Quarter, na rua Vyse, é sem dúvida um dos locais mais autênticos da região. Esta costumava ser a loja dos ourives Smith & Pepper até que os donos decidiram se aposentar em 1981. Eles simplesmente saíram e trancaram as portas, pendurando os macacões sujos em um gancho e deixando as ferramentas em cima das mesas de trabalho. O legado deles foi transformado em um museu extraordinário que conta a história do Jewellery Quarter através de artefatos autênticos e representações.

“Macacões sujos pendurados na parede, ferramentas espalhadas por todos os lados: o museu do Jewellery Quarter é um dos locais mais autênticos do distrito.”

Uma jogada inteligente

Nos séculos 17 e 18, o trabalho era intenso nas forjas de Birmingham. Botões, tampas de garrafa, fivelas, alfinetes e brinquedos de metal; tudo era feito aqui. Em 1780, o bairro também se orgulhava dos seus 26 ourives. Eles conseguiram estabelecer sabiamente uma reputação para si: em 1845, um grupo de representantes viajou ao Palácio de Buckingham com um conjunto de joias para demonstrar sua habilidade à Rainha Victoria. Eles tiveram muito sucesso, já que o Jewellery Quarter se tornou o principal fornecedor de joias valiosas do Império Britânico. No final do século 19, a cidade possuía mais de 700 oficinas. Até hoje, 40% de todas as joias britânicas são feitas em Birmingham.