KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Compras no Kirkgate Market

O famoso Kirkgate Market em Vicar Lane, no centro de Leeds, é um dos maiores mercados em recinto fechado na Europa. Com centenas de bancas cheias de alimentos frescos, cosméticos, roupas, música e bugigangas, o mercado é um destino animado no coração de Leeds. Os moradores vêm aqui para comprar mantimentos, desfrutar de uma xícara de café ou conversar com o peixeiro.

O mercado foi realizado pela primeira vez em 1822 em Briggate, uma das grandes ruas comerciais de Leeds. Depois de anos procurando um local adequado, o mercado finalmente encontrou um lar permanente em 1857, na esquina da Vicar Lane e Kirkgate. Com 35 lojas no interior e 44 bancas ao ar livre, o mercado imediatamente adquiriu renome. Em 1884, este foi o lugar onde Michael Marks abriu a Penny Bazar, a pequena loja que mais tarde se tornaria a mundialmente famosa cadeia Marks & Spencer. Hoje, ainda existe uma “banca de herança” da cadeia M&S, entre centenas de outras lojas coloridas, incluindo o Ministry of Food de Jamie Oliver.

Um mercado com apelo internacional

O sucesso do mercado deveu-se principalmente ao Sr. Tilney, o membro do conselho de Borough na época. Em 1850, ele tinha grandes planos para o mercado, prevendo um salão com apelo internacional, onde os vendedores e compradores de todo o Reino Unido se reuniam. Inspirado pelo Palácio de Cristal original construído no Hyde Park, em Londres, o mercado logo se tornou o grande orgulho de Leeds. E ainda é hoje, graças às contribuições inovadoras de arquitetos e desenvolvedores. De 1891 a 1895, um telhado de vidro em forma de cúpula foi construído para ligar o antigo prédio à nova seção. Em 1894, uma área refrigerada foi concluída, para processar o peixe fresco, e em 1899 foram adicionados um mercado da carne e um matadouro.

Percorrendo as divertidas bancas do mercado

Como uma fênix que ressurge das cinzas

Em 1975, um incêndio destruiu a maior parte da construção de aço e vidro. Não houve vítimas, mas os comerciantes tiveram que assistir seus negócios conquistados com suor queimar em chamas. Felizmente, a parte da frente de 1904 e o histórico telhado de vidro foram poupados, e depois de alguns dias de trabalho duro o mercado reabriu suas portas ao público. A estrutura abobadada original, as pedras e os pináculos na entrada foram restaurados.

O mercado continua a ser um monumento histórico. A impressionante construção no estilo eduardiano está agora na lista de "arquitetura especial de interesse histórico". Ela tem um status de construção classificado como nível 1, que o Reino Unido concede apenas às construções de extraordinária importância histórica.

O telhado do mercado municipal

Créditos das fotos

  • Percorrendo as divertidas bancas do mercado: Nicholas Smale, Flickr
  • O telhado do mercado municipal: KJG that’s me, Flickr