KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

A Catedral de Santa Sofia: mil anos de história

No centro antigo da cidade de Kiev situa-se a Catedral de Santa Sofia. Esta construção incrível é um dos monumentos ucranianos mais conhecidos e belos, listado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Datada do século XI, a construção da catedral foi encomendada por Yaroslav, o Sábio, o governante do Principado de Kiev na época.

Cúpulas verdes escuras, belos afrescos e mosaicos decoram a Catedral de Santa Sofia. No centro da igreja fica um enorme mosaico de Maria rezando. Os moradores de Kiev acreditam que a cidade vai continuar a existir enquanto esta obra de arte for preservada. No entanto, nem todas as obras de arte da catedral são de natureza religiosa. Há também imagens do Príncipe Yaroslav e sua família, e vários afrescos de pessoas festejando na cidade que era então Constantinopla.

As cúpulas verdes da Catedral de Santa Sofia
As cúpulas verdes da Catedral de Santa Sofia

Kiev

Cemitério e museu

No século XI, a catedral também serviu como cemitério dos governantes do Principado de Kiev. É por isso que na década de 1980 o governo quis devolver a Catedral à Igreja Ortodoxa Russa. Porém, vários partidos dentro do governo discordavam dessa decisão. Por fim, chegou-se a um acordo de abrir a catedral para o público e transformá-la num museu. Além dos afrescos e mosaicos, a antiga sala de jantar também apresenta objetos que foram encontrados nas escavações arqueológicas ao redor da catedral. Os visitantes também podem ver várias maquetes em escala da cidade, do período em que Kiev foi invadida pelos tártaros.

Mosaico de Maria na Catedral de Santa Sofia
A Catedral de Santa Sofia na neve

“A Catedral de Santa Sofia é uma das atrações mais lindas de Kiev”

Salva da destruição

Desde sua construção original, a catedral passou por muitas mudanças. O prédio foi danificado várias vezes, especialmente no século XIII, quando os tártaros conquistaram Kiev. Nas várias restaurações, em geral foram acrescentados novos salões. Sob a política antirreligiosa da União Soviética, na década de 1930, foi traçado um plano para demolir a catedral. Mas, depois de uma chuva de críticas por parte de historiadores e do Governo francês, os russos voltaram atrás em sua decisão. Hoje parece impossível imaginar que essa linda construção quase foi destruída.