KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Passeando por Vieux-Montréal

Vieux-Montréal (Montréal Velha) é a maior atração da cidade de Montréal. Carruagens estridentes puxadas por cavalos, pedras centenárias e antigos lampiões de rua: deixe-se envolver pela atmosfera romântica e nostálgica desta cidade canadense. Esta parte da cidade é cheia de atrações históricas e dezenas de lojas e restaurantes – um passeio pelo Vieux-Montréal é “obrigatório” para todo visitante.

A história de Montréal começa em 1642, quando os franceses desembarcaram nas margens do Rio St. Laurent e ali fundaram um povoado. A aldeia transformou-se num vibrante entreposto comercial e já no século XIX era o centro comercial e financeiro do Canadá. O coração econômico de Montréal desde então mudou-se para o centro da cidade, mas Vieux-Montréal continua a cativar os visitantes com seu charme e espírito europeu.

A imponente Place d’Armes

Arquitetura na Place d’Armes

Uma das três praças principais da cidade velha, a Place d’Armes é o coração vibrante de Vieux-Montréal. A praça é repleta de construções de interesse histórico, tais como o prédio da New York Life Insurance, o primeiro arranha-céus da cidade. Em 1888, este prédio de oito andares era o mais alto de Montréal. Outra construção que chama a atenção é o Aldred Building, de 1929, com sua arquitetura típica Art Deco. Os elementos escalonados da torre não são obra do acaso: de acordo com as leis da época, os prédios de frente para uma rua em Montréal não podiam exceder 33 metros de altura. Mas, ao recuar a fachada, o arquiteto driblou esta regra e conseguiu construir mais alto. Esta lei tinha como objetivo permitir que a luz do sol chegasse à rua, e isso explica por que muitos prédios desta época têm um design em camadas chamado “bolo de casamento”.

Passeando de carruagem em volta da igreja

A Place d’Armes é também o lugar de um dos marcos de Montréal: a Basilique Notre-Dame. Esta catedral é considerada uma das mais lindas igrejas da América do Norte. O prédio neogótico foi inaugurado em 1829 em substituição de uma igreja mais antiga que ficava no lugar. Os vários elementos azuis e dourados no deslumbrante interior inspiraram-se na Sainte-Chapelle de Paris. Da praça você pode facilmente explorar Vieux-Montréal a pé, mas é mais divertido ainda fazer um passeio de caleche, uma antiga carruagem puxada por cavalos. Você pode fazer um passeio de meia hora ou de uma hora.

O porto de Montréal

Passeando pelos Quais du Vieux-Port

Vá para os Quais du Vieux-Port para um passeio descontraído, uma visita a um museu ou um drinque num terraço. O velho porto de Montréal é uma das partes mais animadas da cidade. Patinadores e ciclistas deslizam ao longo dos cais, e há dezenas de restaurantes. As crianças também vão se divertir com as atrações, como o cinema 3D IMAX e o Centro de Ciências de Montréal. No inverno há um imenso rinque de patinação que é lindamente iluminado à noite.

Créditos das fotos

  • A imponente Place d’Armes: meunierd, Shutterstock
  • O porto de Montréal: Massimiliano Pieraccini, Shutterstock