KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

No embalo dos melhores clubes de jazz

O jazz não é um estilo musical que muitas pessoas associem a San Francisco, mas esta cidade movimentada na costa oeste dos Estados Unidos tem um cenário de jazz muito animado – com uma história bem peculiar. Embora o apogeu do jazz já possa ter passado, a cidade ainda tem dezenas de excelentes clubes de jazz.

Nos anos 1940, muitos trabalhadores afro-americanos migraram do sul para a costa oeste da América do Norte. Trouxeram suas raízes musicais consigo e apresentaram o jazz e os blues ao oeste. O jazz foi extremamente popular em especial no Fillmore District de San Francisco. Nos anos 1940 e 1950, este bairro abrigava uma incrível mistura de restaurantes, cafés de sinuca, teatros e casas noturnas. Fillmore era também conhecido como o “Harlem do Oeste”, referindo-se ao bairro apaixonado por jazz da cidade de Nova York.

Jazz em San Francisco
Jazz em San Francisco

São Francisco

Um centro de jazz

Grandes nomes como Ella Fitzgerald, Billie Holiday e Louis Armstrong sempre se apresentavam nos clubes de jazz de Fillmore, especialmente no Jimbo’s Bop City. O clube ficou famoso em todo o país por suas jam sessions, que às vezes duravam até o amanhecer. Em fins dos anos 1950, Fillmore viveu uma decadência progressiva, e o ambiente de jazz ao vivo praticamente desapareceu do bairro. A construção que abrigava o Bop City é agora considerada patrimônio histórico.

Mesmo assim, ainda se encontram clubes fantásticos em San Francisco. Em 2013, foi inaugurado o centro cultural SFJAZZ – o primeiro centro independente nos Estados Unidos inteiramente dedicado ao jazz. O objetivo do centro é iniciar os visitantes no jazz e apresentar-lhes a história deste estilo musical. É possível participar de workshops e máster classes aqui. Há shows a semana inteira no belíssimo auditório apresentados tanto por músicos de jazz famosos como por menos conhecidos. Ingressos, nomes e datas podem ser encontrados no site.

+ Ler mais

Um show no centro SFJAZZ

Veja o SFJAZZ no mapa

201 Franklin Street, San Francisco

Em ritmo de jazz no Yoshi’s

Yoshi’s é um dos melhores clubes de jazz em San Francisco. Yoshie Akiba, do Japão, abriu um pequeno restaurante de sushi em Berkeley em 1972, mas, devido ao seu crescente sucesso, ela teve de mudar-se logo para um lugar maior em Oakland. Jantar com música ao vivo foi introduzido no novo endereço, e rapidamente o Yoshi’s tornou-se em um clube de jazz de nível internacional. Em 2007, Yoshi’s abriu um segundo restaurante no coração de San Francisco, na Fillmore Street. Tanto a comida quanto o jazz são de excelente qualidade – muitos dizem que é o único lugar no mundo onde se pode ouvir jazz de nível internacional saboreando comida merecedora de uma estrela no Guia Michelin.

+ Ler mais

“Yoshi’s é o lugar para uma noite de jazz de nível internacional e uma refeição merecedora de uma estrela Michelin”

Veja o Yoshi’s no mapa

1330 Fillmore Street, San Francisco

Créditos das fotos

  • Um show no centro SFJAZZ: Jun Seita, Flickr