KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

No ritmo do Motown Museum

Diana Ross & The Supremes, The Jackson Five, The Temptations, Stevie Wonder: esses são apenas alguns dos nomes que ficaram mundialmente famosos com a Motown. Em 1959, Berry Gordy fundou sua gravadora de discos Motown em duas casas simples no West Grand Boulevard, em Detroit. Acima da porta ele pendurou um cartaz que dizia: “Hitsville USA” (“Vila Sucesso EUA”, em tradução livre). Arrogante? Talvez, mas com certeza ele mostrou que estava certo.

Gordy tomou emprestados US$ 800 de sua família, transformou a garagem em um estúdio e sua cozinha em uma sala de controle, e assim nasceu a gravadora de discos Motown. O nome mundialmente conhecido é uma combinação de “motor” e “town” (“cidade”): Detroit, o centro da indústria automobilística, também era conhecida como Motorcity, e Gordy preferiu a palavra “town” à “city”. As duas casas onde Gordy fundou sua gravadora sediam agora o Motown Museum.

Detroit: o berço da gravadora de discos Motown
Detroit: o berço da gravadora de discos Motown

Detroit

Um novo som fascinante

Pouco depois de fundar sua gravadora, Gordy conquistou seu primeiro sucesso. “Money (That’s What I Want)” de Barrett Strong frequentou as paradas de sucesso nos anos 1960 e atingiu o segundo lugar na Billboard R&B Chart. Nos anos seguintes, mais sucessos vieram, incluindo “My Girl” por The Temptations, e em 1968, cinco dos 10 discos na lista Billboard Hot 100 eram de artistas da Motown. A gravadora também mudou radicalmente a visão dos brancos norte-americanos sobre a música negra. O novo som fascinava tanto a juventude branca quanto a negra. Logo, a Motown, que representava artistas que em sua maioria vinham dos guetos de Detroit, tornou-se a empresa afro-americana mais bem-sucedida dos Estados Unidos.

“Talvez eu possa criar um lugar onde uma criança entre por uma porta como uma desconhecida, e saia por outra porta como uma estrela - Berry Gordy, fundador da Motown”

Hitsville USA

Um lar longe de casa

Hitsville USA era também amorosamente chamada “Motown U” porque a gravadora parecia um campus universitário. Os artistas não só gravavam seus álbuns aí, como ensaiavam suas coreografias e aprendiam etiqueta com a Sra. Maxine Powell. Se os músicos não estivessem trabalhando, ficavam à-toa na varanda, ou jogavam basebol ou tênis de mesa. Hitsville USA ficava aberta 24 horas por dia. Para muitos, era um “lar longe de casa”. Depois de inúmeros sucessos, a gravadora estava explodindo de gente e, finalmente, em 1968, a Motown se mudou para um escritório maior no centro da cidade.

Cantar no Studio A

O Motown Museum ainda emana uma atmosfera dos dias de glória da gravadora. Visite o estúdio de gravação original (Studio A) e a sala de controle onde muitos grandes artistas gravaram seus álbuns. Imagine que você é uma grande estrela e cante algum pedaço de sua canção favorita da Motown. Observe o linóleo desgastado pelas batidas de pés de tantos artistas. O museu é decorado com fotos e álbuns. Estão também em exibição trajes originais usados por artistas famosos, incluindo um dos chapéus de Michael Jackson. Uma visita vai fazer você perceber o quanto é incrível que uma casa tão pequena tenha gerado tantos sucessos imensos.

Studio A

Créditos das fotos

  • Hitsville USA: FunkBrothers, Flickr
  • Studio A: John Kannenberg, Flickr