KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Chá em Hong Kong

A China é a terra natal do chá. Naturalmente, essa bebida sofisticada é muito popular também em Hong Kong. No café da manhã acompanhado de guloseimas, em uma reunião de negócios ou em um jantar elaborado, o chá está presente na maioria das ocasiões. As casas de chá são os lugares por excelência onde uma ampla variedade de tipos de chá, cerimônias e pessoas se reúnem.

Muitos habitantes de Hong Kong começam o dia no restaurante do bairro com um jornal e uma tigela com duas partes: uma xícara de chá e dois pedaços de dim sum. As pessoas mais velhas conversam um pouco com outros moradores e, podem até trazer de casa suas gaiolas com pássaros. A influência britânica na cultura do chá é especialmente visível na hora do almoço — enquanto no resto da China prefere-se o sabor sutil do chá puro, os residentes de Hong Kong gostam de adicionar uma pitada de leite condensado.

Um selecionador de chá em ação
Um selecionador de chá em ação

Hong Kong

Harmonia em uma xícara

Diz a lenda que o imperador Shennong foi quem descobriu o chá ao pesquisar plantas medicinais no sudoeste da China há cerca de 4.700 anos. De início, as folhas eram mastigadas em vez de serem usadas como bebida, mas isso mudou gradativamente ao longo dos séculos. Uma fascinante etiqueta do chá surgiu na China especificando, por exemplo, que quem bebe o chá deve estar em harmonia com aquilo que o rodeia. É por isso que as casas de chá são estabelecidas em jardins com belos ornamentos, água e rochas.

Inúmeros poemas, histórias e pinturas referem-se à arte de beber chá e hoje parece que há inúmeros tipos de chá. Mas todos os chás chineses podem ser divididos em seis tipos, incluindo o verde, preto, branco e oolong. É possível aprender tudo isso no Museu de Utensílios para Chá, que contém o mais antigo jogo de chá do mundo e muitas outras coisas fascinantes. O museu mostra também vários documentários interessantes. Depois de visitar a exposição, vá à casa de chá sob o museu para experimentar, a seu gosto, os muitos chás diferentes.

Um bule de chá e o chá, prontos para a cerimônia

Chá de flor no parque da cidade

Embora todo restaurante chinês da cidade sirva chá, prepará-lo corretamente não é fácil. Conheça por dentro as casas de chá de Hong Kong. Na LockCha Tea House em Hong Kong Park, por exemplo, onde os lagos e as árvores estão de acordo com a etiqueta, os mestres preparam mais de cem tipos de chá com a máxima dedicação e precisão. O cardápio inclui muitas variedades de chá verde comum, branco e Pu-erh, bem como os incomuns chás de flores. Experimente o ‘Love at first sight’ (Amor à primeira vista) — esse chá vai na jarra na forma de esfera e desabrocha na água até virar um buquê de flores de jasmim. É mágico!

+ Ler mais

Chá ‘Love at first sight’ da LockCha

Ver localização no mapa

Lockcha Tea House, G/F KS Lo Gallery, Hong Kong Park, Admiralty, Ilha de Hong Kong