KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Os milagres góticos de Vilnius

Para muitos, o centro histórico de Vilnius é a principal atração da Lituânia. Apesar das invasões, dos incêndios e da destruição parcial, o centro desta capital histórica preservou uma mistura fascinante de construções góticas dos séculos XV e XVI. Os artistas, as lojas e os museus dão vida aos edifícios às margens do rio Neris.

Através dos séculos, o centro da cidade de Vilnius se transformou em um local com uma incrível variedade arquitetônica, mesmo tendo sido devastada 3 vezes por incêndios. Os lituanos conseguiram reconstruir as igrejas rapidamente. Grande parte das construções barrocas remetem ao período posterior ao último incêndio. Embora várias das 41 construções religiosas tenham sido destruídas na guerra contra a Rússia e durante a Segunda Guerra Mundial, muitas belas construções sobreviveram e ainda podem ser admiradas atualmente.

Vilnius coberta de neve
Vilnius coberta de neve

Vílnius

Admirando a arquitetura gótica e barroca

A Katedros aikštė, ou Praça da Catedral, é o coração de Vilnius. Muitos estilos arquitetônicos de séculos passados se misturam na Catedral de Vilnius e na Capela de São Casemiro. Os soviéticos usavam esta igreja para expor pinturas, mas desde 1989 os padres voltaram a celebrar missas diárias ali. A capela é o ponto alto da catedral. Os afrescos e as esculturas em torno do caixão de prata do santo refletem a riqueza da cidade. O trabalho de estuque da capela é magistral, mesmo que não chame imediatamente a atenção.

Katedros aikštė

A república livre

Artistas, sonhadores e boêmios fizeram de Užupis, o centro antigo da cidade, uma pequena república. Atravessando a ponte aonde os recém casados penduram cadeados, fica um bairro repleto de arte, música, cafés e pátios à beira d’água. A placa na margem do rio, com uma Mona Lisa e uma carinha feliz, indica a entrada da república. A 'constituição' em 8 idiomas está afixada em uma parede na praça central e declara o direito das pessoas a serem originais, independentes e apaixonadas. Conheça as muitas galerias de arte repletas de âmbar, art déco, roupas antigas e arte fotográfica. Com um pouco de sorte, sua visita pode coincidir com um dos extravagantes feriados nacionais. No ano novo (21 de março), os habitantes locais queimam diários antigos. E o Dia da Constituição é comemorado no dia 1º de abril, é claro.

A ponte para a liberdade e o amor