KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O pagode histórico de Hangzhou

Às margens do Rio Qiantang situa-se o símbolo histórico de Hangzhou: o Pagode Liuhe, também conhecido como Pagode das Seis Harmonias. A estrutura de 7 andares e 60 metros de altura eleva-se sobre o rio há mais de mil anos. Do alto da colina, o pagode vigia as águas imprevisíveis do rio.

Você pode subir no Pagode Liuhe e do topo apreciar vistas que têm sido louvadas em canções e versos por muitos poetas e estudiosos chineses. Os vários nichos retratam imagens do Sutra dos 42 Capítulos – que foi o primeiro texto budista traduzido do sânscrito para o chinês. Embora tenham sido acrescentados à torre vários elementos da arquitetura Yuan, o pagode é considerado uma obra-prima arquitetônica da dinastia Song. Os terrenos em volta exibem jardins de lindo paisagismo.

O pagode na Colina Yuelun
O pagode na Colina Yuelun

Hangzhou

Um início turbulento

Liuhe tem sua origem nos seis decretos budistas: harmonias de céu, terra, leste, oeste, norte e sul. Em fins do século X, o governante do Reino de Wuyue ordenou a construção do pagode, que imediatamente acumulou várias funções. Além de servir como estrutura religiosa, ele foi usado como farol, e também como defesa contra a inundação das marés do rio. No início do século XII, a estrutura original foi destruída durante uma batalha. No entanto, algumas décadas depois, um novo pagode surgiu, e exceto por alguns pequenos ajustes, a estrutura era uma cópia exata da original.

+ Ler mais

Veja no mapa

Pagode Liuhe

Nas margens do Rio Qiantang

Um fenômeno impressionante

Se você subir até o último andar do pagode quando a maré estiver enchendo, testemunhará um espetáculo natural único: a onda de maré. Em nenhum outro lugar ocorre um fenômeno tão extremo quanto aqui. Isto é causado pela boca afunilada do Rio Qiantang, que concentra a maré enchente em uma parede de água que empurra rio acima. O pagode foi construído para acalmar as ondas tão temidas, mas, na maré da primavera, as águas enfurecidas podem chegar a 9 metros de altura.

Onda de maré no Rio Qiantang

Créditos das fotos

  • Nas margens do Rio Qiantang: J Aaron Farr, Flickr
  • Onda de maré no Rio Qiantang: Gwydion M Williams, Flickr