KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

As obras-primas do Louvre

Corredores, salões e galerias repletos de obras de grandes mestres: o Louvre é um dos maiores museus do mundo. Para ver toda a coleção, seria necessário passar uma semana no museu. Mas a maioria dos visitantes quer ver sobretudo as três mulheres famosas: a Mona Lisa, a Vênus de Milo e a Vitória de Samotrácia.

O Louvre foi construído no século 12 para ser uma fortaleza. Em meados do século 16, ele foi transformado em um palácio real e desde 1793 tem sido um museu. O Louvre abriga obras de arte da Idade Média até 1848 aproximadamente. A coleção soma cerca de 35.000 objetos, espalhados por três alas. Tesouros da Grécia, do Egito e da Roma Antigos têm galerias próprias, e as principais atrações da Renascença ocupam a Grande Gallerie.

Pirâmides de vidro

Embora a vasta coleção seja a maior atração, muitos turistas visitam o Louvre para ver a particular combinação de arquitetura clássica e moderna. A pirâmide de vidro no pátio foi construída em 1989. Ela sinaliza o saguão principal, de onde os visitantes podem visitar as alas. A pirâmide maior é ladeada por três pirâmides menores. Durante a noite, as pirâmides são refletidas nas bacias adjacentes. O Louvre se tornou ainda mais popular desde que serviu de cenário para o livro O Código Da Vinci, escrito por Dan Brown e publicado em 2003, que inspirou o filme de mesmo nome.

O mistério da Mona Lisa

A história da Mona Lisa é tão misteriosa quanto seu famoso sorriso. Não sabemos quem ela era ou por quanto tempo ela posou para Leonardo da Vinci. O que sabemos é que esse quadro é um ponto de virada na arte do século 16. Por exemplo, a Mona Lisa é o retrato de uma mulher sentada com uma paisagem distante como pano de fundo. Naquela época, esse tipo de retrato era feito apenas para santos. O quadro continua sendo investigado.

A Mona Lisa

A Vitória de Samotrácia

A Vitória de Samotrácia fica localizada em uma escadaria monumental ao lado da entrada principal do Louvre. Essa obra-prima grega foi esculpida no Período Helenístico (320-30 a.C.) e representa a deusa alada da vitória na proa de um navio – ela foi encomendada para celebrar a vitória de uma batalha naval. A escultura tem 5,57 metros de altura.

Nice de Samotrácia
Vênus de Milo

A elegante Vênus de Milo

A Vênus de Milo representa Afrodite, a deusa grega do amor e da beleza. Segundo a lenda, ela nasceu da espuma do mar. A escultura, construída por volta do ano 100 a.C., exerceu enorme influência sobre como os escultores ocidentais retrataram a nudez feminina. Embora tenha perdido os dois braços, a Vênus ainda respira elegância e feminilidade únicas.

Créditos das fotos

  • A Mona Lisa: Giuseppe Castrovilli, 123rf
  • Nice de Samotrácia: Thomas Ulrich, Flickr
  • Vênus de Milo: Photo Venus van Milo: pseudolongino, Shutterstock