KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

As musas de Bali

Danças elegantes baseadas em histórias fascinantes e mulheres graciosas – durante uma visita a Bali você ficará perplexo com os rituais e cerimônias. Não é à toa que a ilha é um refúgio para artistas e outras pessoas criativas. As belezas balinesas são uma importante fonte de inspiração para as pinturas, esculturas em madeira e outros tipos de arte.

A encantadora Ubud é o lugar em Bali para onde a maioria dos artistas vai. Situada nas montanhas r cercada por uma floresta e plantações de arroz, o local é um pouco mais frio do que o litoral. Muitos viajantes que vieram à procura da felicidade nunca saíram, e a cidade tornou-se um importante centro das artes visuais, dança e música de Bali. Perto de Ubud existem vários complexos de templos e aldeias autênticas.

Danças simbólicas

Na cultura hindu, cada dança elegante conta uma história de dedicação aos deuses. As crianças balinesas crescem com essas tradições centenárias desde pequenas. Com um controle perfeito do corpo, incluindo os olhos, as várias personagens são incorporadas por bailarinas que vestem trajes deslumbrantes. Os bailarinos praticam seus movimentos por horas todos os dias para garantir uma performance perfeita. A fonte é a inspiração divina – a única coisa que garante a perfeição.
O acompanhamento musical das muitas danças de Bali é uma orquestra de gamelão, formada principalmente de músicos com tambores típicos e xilofones. O tema das danças é geralmente uma parte do Ramayana, o famoso poema hindu sobre o príncipe Rama que tenta salvar sua esposa Sita do demônio Ravana. A Kecak, por exemplo, é uma dança enérgica com movimentos poderosos. Interpretada por 50 homens com altos sons guturais, em vez de música, é uma experiência espetacular.

“A flexibilidade e a elegância dos bailarinos balineses são incríveis.”

Tesouros espirituais

Arte para a paz mundial

A maior coleção de arte balinesa está em exposição no museu Rudana em Ubud, criado por um entusiasta da arte local e sua esposa. O museu é baseado na filosofia de Bali de Tri Hita Karana, em que o mundo dos espíritos, as pessoas e a natureza convivem em perfeita harmonia. A filosofia afirma que a arte contribui para a paz, prosperidade e amizade mundial, e a coleção apresenta uma mistura de tesouros espirituais, culturais e naturais.

Arquitetura e arte combinadas

Quando o artista belga Adrien Jean Le Mayeur de Merpes veio a Bali, em 1932, ele se apaixonou pela bela dançarina Ni Polok. Eles se casaram três anos depois e o casal foi morar em Sanur, quando ainda era uma pequena vila de pescadores. Atualmente um museu, a casa é um belo exemplo da arquitetura balinesa. Ele possui pinturas que Le Mayeur fez durante suas viagens à África, Índia, Itália, França e no Pacífico Sul, bem como descrições da vida diária em Bali e senhoras encantadoras da ilha, incluindo a própria esposa de Le Mayeur. Trata-se de uma visão maravilhosa da vida de um casal artístico e criativo.

Praia Sanur