KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O símbolo de Estocolmo

O Palácio da Prefeitura é provavelmente o prédio mais fotografado de Estocolmo. O edifício é especialmente fotogênico durante o pôr do sol, quando sua silhueta se contrapõe ao céu azul. A Prefeitura é cheia de tapeçarias e pinturas preciosas, candelabros folheados a ouro e portas de bronze. Os visitantes são bem-vindos o ano inteiro, mas, em dezembro, o prédio sedia o suntuoso Banquete do Nobel, só para convidados especiais.

O Salão Azul na verdade não é nem um pouco azul. Quando o arquiteto Ragnar Östberg atravessou o salão durante sua construção, reparou como a luz do sol batia nas altas paredes de tijolos e decidiu manter os tijolos vermelhos aparentes em lugar de pintar a sala de azul. O Salão Azul, projetado como uma praça italiana renascentista, é o salão mais famoso, graças ao jantar do Prêmio Nobel. No entanto, o Salão Dourado é muito mais impressionante: a história da Suécia é retratada em mais de 18 milhões de pastilhas de mosaico folheadas a ouro que brilham e refletem a luz.

Prefeitura: mais de 8 milhões de tijolos vermelhos
Prefeitura: mais de 8 milhões de tijolos vermelhos

Estocolmo

“A Sala do Conselho parece uma cabana da era dos vikings”

A Rainha do Lago Mälaren

A Prefeitura de Estocolmo é em primeiro lugar e antes de mais nada uma prefeitura de trabalho, com 200 escritórios para os funcionários públicos e a Sala do Conselho. Mas a Sala do Conselho dificilmente parece uma sala de reunião comum: mobiliada com madeira, com uma decoração maravilhosa nas paredes e vigas expostas, o espaço parece uma cabana viking, onde os líderes tribais costumavam se reunir. Outros pontos de destaque no Palácio da Prefeitura incluem o maior órgão da Europa do Norte, com 10 mil tubos no Salão Azul, e o imenso mosaico da “Rainha do Lago Mälaren” (antigo apelido de Estocolmo) no Salão Dourado. Suba ao topo da torre de 106 metros de altura – coroada pelas Tre Kronor douradas, o símbolo heráldico da Suécia – para ter uma visão espetacular das 14 ilhas de Estocolmo.

O Salão Dourado: a Rainha do Lago Mälaren

Stadshuskällaren: menu de cada banquete do Nobel desde 1901

Marie Curie começou seu jantar com um caldo de tartaruga, Winston Churchill regalou-se com um assado de veado com purê de castanhas, e Pablo Neruda saboreou uma sobremesa de suflê glacé com Grand Marnier. O chef que prepara o banquete anual do Prêmio Nobel para 1.300 convidados trabalha no restaurante Stadshuskällaren. Aqui você pode provar alguma coisa de cada menu do Nobel desde 1901, e tudo é servido nas louças oficiais do Nobel. O restaurante no porão abobadado debaixo do prédio da Prefeitura também prepara pratos clássicos suecos com um toque contemporâneo.

A vista do alto da torre de 106 metros

Créditos das fotos

  • O Salão Dourado: a Rainha do Lago Mälaren: bozulek, Shutterstock