KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O vibrante coração de Kiev

Há séculos a Praça da Independência é o vibrante coração de Kiev e o local mais histórico do país. Este é o lugar onde ocorreram as revoluções (como recentemente, em 2014), onde se celebraram as vitórias e onde até hoje se realizam muitos festivais. Os amigos se encontram no Monumento da Independência, as crianças brincam na fonte e os terraços ensolarados sempre atraem uma multidão.

Maidan Nezalezjnosti (Praça da Independência) é geralmente chamada só de Maidan, “a praça”. O último andar do enorme Hotel Ukrayina proporciona as melhores vistas: à esquerda fica o conservatório, à direita a sala de concertos, e no centro fica o Monumento da Independência, com seus 40 metros de altura, coroado pela representação da deusa eslava Berehynia. Atrás dos monumentos há uma fonte com esculturas heroicas que representam os quatro fundadores da cidade e uma réplica de um portão da cidade com o Arcanjo Miguel. A praça da cidade é cheia de simbolismos.

Maidan, o vibrante coração de Kiev
Maidan, o vibrante coração de Kiev

Kiev

“As muitas mudanças de nome da praça ilustram a turbulenta história de Kiev”

De pântano a campo de batalha

Praça da Cruz, Praça Duma, Praça Sovjet, Praça Kalinin, Praça da Revolução de Outubro e, finalmente, Praça da Independência: as muitas mudanças de nome da praça contam a estória de Kiev e a turbulenta história da Ucrânia. No início do século XIX, esta área era apenas um pântano: as primeiras casas foram construídas em torno de 1830. Durante a Revolução Industrial, Kiev passou por um rápido crescimento, e a praça se tornou o centro comercial da cidade. Na Segunda Guerra Mundial, a praça foi completamente destruída e depois reconstruída do zero. Em 1991, a Ucrânia conquistou sua independência da União Soviética, e a praça passou a se chamar Praça da Independência. Depois da polêmica eleição presidencial de 2004, a Praça da Independência tornou-se o epicentro da Revolução Laranja: uma série de protestos e manifestações que se seguiram aos duvidosos resultados eleitorais. Dez anos depois, a luta entre os simpatizantes pró-russos e pró-europeus inflamou-se mais uma vez; em fevereiro de 2014 dezenas de pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas na Maidan.
Barricadas na Praça da Independência

Dormindo perto da praça

O prédio mais incrível na Praça da Independência é o Hotel Ukrayina. Construído em 1961, por muitos anos foi conhecido por Moskva. Apesar de projetado como um palácio em estilo arquitetônico estalinista, o líder soviético Khrushchev ordenou que o prédio fosse despojado de qualquer decoração desnecessária: a grande entrada com colunas de mármore foi removida, e inúmeras estátuas, relevos e a gigantesca estrela vermelha do telhado foram retirados. Para muitos, o gigantesco caixote quadrado de concreto é uma agressão ao olhar. Há planos de demolir o prédio, mas, por enquanto, você ainda pode reservar um quarto aqui. Por 50 euros, você pode dormir num hotel 4 estrelas com uma vista 5 estrelas para a Praça da Independência.
Um caixote quadrado estalinista: Hotel Ukrayina

Créditos das fotos

  • Um caixote quadrado estalinista: Hotel Ukrayina: Clay Gilliland, Flickr