KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

As maravilhas da Cidade do Vaticano

Uma viagem a Roma não fica completa sem uma visita à Cidade do Vaticano. Medindo pouco menos de 44 hectares, o Vaticano é o menor país do mundo. O centro religioso da Igreja Católica Romana é um estado independente que não exige passaporte para se entrar. A residência do Papa atrai milhões de peregrinos e visitantes por ano e tem 800 residentes oficiais.

O Museu do Vaticano é um dos mais lindos do mundo: ele exibe inúmeras obras-primas de pinturas e esculturas. Ao longo do tempo, vários papas também acumularam uma impressionante coleção de arte. Os papas estão entre os primeiros amantes das artes que abriram suas coleções ao público. O Museu do Vaticano foi aberto em 1503 com a coleção de esculturas do Papa Julius II. Essas esculturas ainda estão expostas e podem ser admiradas na Cortile Ottagono.

Afresco na Capela Sistina

Arte magnífica na Capela Sistina

A Capela Sistina foi construída no mesmo lugar onde outrora existia a Cappella Maggiore, a Grande Capela. As ruínas da capela maior foram demolidas, abrindo lugar para uma nova capela por ordem do Papa Sisto IV, em 1473, que recebeu o nome de Capela Sistina em sua homenagem. A primeira missa foi rezada em celebração à Assunção de Maria, quando a Capela Sistina foi consagrada à Virgem Maria. Em 1508, Michelangelo foi contratado para repintar o teto da capela. Suas pinturas e afrescos abrangem mais de 300 imagens, das quais a mais famosa é sem dúvida “A Criação”. Michelangelo também foi o criador da pintura sobre o altar, “O Juízo Final”.

Lápides na Necrópole do Vaticano

Um tour pela Necrópole do Vaticano

Para ter uma perspectiva completamente diferente do Vaticano, participe de um "Scavi-tour” que leva à Necrópole debaixo da Basílica de São Pedro. Aqui se encontra o túmulo de São Pedro. Seu local de descanso final foi descoberto por acaso, quando se estava cavando uma sepultura para outro Papa. Para os fiéis, uma visita às Scavi é uma experiência fascinante porque possibilita um contato direto com os primórdios do Cristianismo. Além do túmulo de São Pedro, você verá sepulturas que ficaram praticamente intocadas por 2.000 anos – mesmo em Roma Antiga isso é bem excepcional.

Os jardins do Vaticano

Os visitantes também podem desfrutar de um tour guiado pelos jardins do Vaticano. Esses jardins abrangem mais de 23 hectares, mais da metade do tamanho da Cidade do Vaticano, e situam-se atrás da Basílica de São Pedro, logo atrás do Museu do Vaticano. Além da vegetação, os jardins têm fontes, monumentos e prédios, alguns do século IX. Esses tours são muito procurados, portanto é melhor reservá-los com alguns dias de antecedência.

Os jardins do Vaticano

A Catedral de Roma

A Basílica de São Pedro fica na famosa Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano. A Basílica não só é a catedral de Roma, como também é a primeira das Sete Igrejas de Peregrinação na cidade. A primeira Basílica de São Pedro foi construída em 324 d.C., mas não resistiu ao tempo. Em 1506, o arquiteto Bramante começou a construção da segunda basílica, que foi concluída em 1626. Gian Lorenzo Bernini criou a maior parte da decoração da igreja. A cripta com os túmulos de 148 papas situa-se debaixo da nave central da catedral. Logo antes da saída da Basílica, dê uma olhada na obra-prima de Michelangelo, a “Pietá”.

A “Pietá” de Michelangelo

Créditos das fotos

  • Afresco na Capela Sistina: JeniFoto, Shutterstock
  • Lápides na Necrópole do Vaticano: Mary Harrsch, Flickr