KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Observação de tartarugas em Curaçao

Um pacífico encontro subaquático com uma tartaruga marinha é uma experiência inesquecível. Embora façam parte de uma espécie ameaçada, esses animais pré-históricos com grandes carcaças geralmente podem ser vistos nas águas ao redor de Curaçao. Quais espécies de tartaruga vivem aqui? Para onde elas nadam? Quando elas vêm à costa e põem seus ovos na praia? E onde é o melhor lugar para observar os ovos de um ninho de tartaruga sendo quebrados e ver os pequenos filhotes de tartaruga se arrastarem até o oceano?

Das 7 espécies de tartaruga que vivem nos oceanos em todo o mundo, 5 delas podem ser encontradas nas águas ao redor de Curaçao. Com o infeliz apelido de tartaruga “sopa”, a tartaruga-verde é uma espécie ameaçada que não pode mais ser consumida. Isso também se aplica à tartaruga-comum. A tartaruga-de-pende e a tartaruga-de-couro estão em vias de extinção. A tartaruga-de-couro prefere águas mais profundas e raramente é vista, mas as outras 3 espécies podem ser vistas durante um mergulho ou ao fazer snorkel.

Tartaruga-de-pente no oceano próximo a Westpunt
Tartaruga-de-pente no oceano próximo a Westpunt

Curaçau

Procurando tartarugas marinhas

Os melhores locais para um encontro subaquático com uma tartaruga marinha são a Playa Lagun, o rebocador naufragado em Caracasbaai e ao redor de Klein Curaçao. Às vezes, as tartarugas ignoram completamente os turistas, mas geralmente elas são curiosas e se aproximam das pessoas.
As tartarugas põem seus ovos nas praias nas pequenas baías do Shete Boka National Park. Quando os ovos racham, dezenas de filhotes de tartaruga se arrastam pela praia para chegar até o oceano. Lembre-se: tartarugas marinhas são uma espécie ameaçada, por isso, não toque nelas, evite usar lanternas de mão e não perturbe os ninhos. Sem sorte ao ver as tartarugas? Para poder ver as tartarugas sem erro e para observá-las de perto debaixo d’água, visite o Sea Aquarium em Willemstad, onde os visitantes podem até mesmo alimentar as tartarugas.

Parque Nacional Shete Boka

A tartaruga-verde adora tomar sol

Tartarugas marinhas crescem até alcançarem aproximadamente um metro de comprimento, pesam entre 70 e 200 quilos e podem viver por mais de 80 anos. A tartaruga-de-pente vive próxima à costa e se alimenta de esponjas do mar; a tartaruga-comum vive próxima a recifes e se alimenta de mariscos. A tartaruga-verde é encontrada em águas rasas e se alimenta de ervas marinhas – essa também é a única espécie de tartaruga marinha que, por vezes, vem à terra exclusivamente para tomar sol na praia. Embora essas três espécies sejam diurnas, elas sempre botam os ovos à noite. Os ovos também só racham no escuro.

“Quando os ovos racham, dezenas de filhotes de tartaruga se arrastam pela praia para chegar até o oceano”