KLM uses cookies.

KLM’s websites use cookies and similar technologies. KLM uses functional cookies to ensure that the websites operate properly and analytic cookies to make your user experience optimal. Third parties place marketing and other cookies on the websites to display personalised advertisements for you. These third parties may monitor your internet behaviour through these cookies. By clicking ‘agree’ next to this or by continuing to use this website, you thereby give consent for the placement of these cookies. If you would like to know more about cookies or adjusting your cookie settings, please read KLM’s cookie policy.

Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Palácio da Prefeitura vitoriano neogótico

A Prefeitura de Manchester (Manchester Town Hall), um dos melhores exemplos da arquitetura vitoriana neogótica, é cenário de filmes como “Sherlock Holmes” e “A Dama de Ferro” (“The Iron Lady”), o ícone arquitetônico absoluto de Manchester e o edifício favorito dos próprios habitantes da cidade. Uma visita ao Manchester Town Hall é uma viagem de volta ao apogeu da Revolução Industrial.

Em meados do século XIX, Manchester era uma das mais importantes cidades industriais do mundo. O dinheiro continuou jorrando, e a cidade cresceu como um fogo incontrolável. Com certeza, uma sede de prefeitura palaciana seria condizente com tal prosperidade e status. Portanto, foi realizado um concurso de projetos, e o vencedor foi o mestre da arquitetura neogótica, Alfred Waterhouse. Dez anos, 14 milhões de tijolos e 1 milhão de libras esterlinas depois, Manchester passou a ter um castelo de contos de fadas, com torres, gárgulas, adornos vitorianos e um formato triangular.

Um castelo neogótico de contos de fadas
Um castelo neogótico de contos de fadas

Manchester

““O apartamento gótico realmente mais magnífico da Europa"”

Abelhas operárias no chão de mosaico

O projeto de Waterhouse foi ao mesmo tempo funcional e extravagante. O interior apresenta afrescos, candelabros dourados, janelas altas em arco com vitrais, galerias abobadadas, majestosas escadas em espiral, estátuas de mármore e chão de mosaico com abelhas operárias – o símbolo da laboriosa mão de obra industrial de Manchester. O centro do complexo, em torno do qual os outros edifícios foram construídos em triângulo, é o Great Hall (Grande Salão), medindo 15 x 30 metros. Os Murais de Manchester são particularmente famosos. Estas 12 pinturas de parede, de autoria de Ford Madox Brown, são dedicadas à gloriosa história de Manchester. John Ruskin, o crítico de arte mais influente daquela época, referiu-se ao Great Hall como “o apartamento gótico realmente mais magnífico da Europa”. Do lado de fora, a peça de mais destaque é o campanário. Nada menos que 173 degraus levam ao topo dessa torre de 87 metros de altura, onde 23 sinos de bronze anunciam a hora com alarde. Abaixo deles fica o sino de 8 toneladas “Great Abel”, que recebeu o nome do prefeito que inaugurou o prédio em 1877.

Great Hall, o Grande Salão

Frankenstein em Manchester

Mesmo que você nunca tenha estado em Manchester, o palácio da prefeitura lhe parecerá familiar. Isto é devido à sua notável semelhança com o Palácio do Parlamento em Londres. Como não é possível filmar dentro do Parlamento de Londres, o Manchester Town Hall é em geral usado como um dublê do Palácio de Westminster. Em 2009, Robert Downey Jr e Jude Law caminharam por seus salões no filme “Sherlock Holmes”. Dois anos depois, Meryl Streep discutiu aqui como Margaret Thatcher em “A Dama de Ferro”. E em 2014 Daniel Radcliffe (famoso como Harry Potter) atravessou a Albert Square e o pátio vitoriano como Igor, em “Frankenstein”, a ser lançado em 2015.

Manchester Town Hall, o Palácio da Prefeitura

Créditos das fotos

  • Great Hall, o Grande Salão: Steve Parkinson, Flickr