Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Uma catedral única feita em madeira

A Catedral de São Pedro e São Paulo é uma das pérolas do centro histórico de Paramaribo. Do umbral ao pináculo, a construção é toda feita em madeira. Esta é uma das duas maiores catedrais de madeira da América do Sul. Graças a uma reforma recente, a fachada pintada de amarelo e cinza azulado parece tão viva quanto costumava ser. Assim que você entra, uma experiência especial está à sua espera.

Não seus olhos, mas seu nariz vai registrar as primeiras impressões da comprida Catedral de São Pedro e São Paulo. Ao entrar, você será saudado pelo maravilhoso cheiro almiscarado e picante de cedro. Quando a catedral foi construída, entre 1883 e 1885, não existiam fábricas de tijolos no Suriname, país rico em argila. Porém, a selva fornecia madeira em abundância. Isso deu à igreja não só um aroma diferenciado, mas também uma atmosfera cálida e uma acústica notável.

A Catedral de São Pedro e São Paulo
A Catedral de São Pedro e São Paulo

Paramaribo

Madeira de cedro e esculturas em madeira ornamentadas

A fachada e os pilares da igreja são feitos de Greenheart surinamês, uma madeira durável e incrivelmente forte, que é praticamente indestrutível. Para dar mais volume aos troncos delgados desta árvore, os pilares da igreja foram revestidos de madeira de cedro bruta. O restante do interior da igreja também foi construído de cedro castanho avermelhado. Esta madeira de aparência tropical combina muito bem com os estilos arquitetônicos europeus. Os arcos de volta perfeita e as colunatas são feitos em estilo neorromânico, enquanto os dois altos pináculos parecem neogóticos. As esculturas decorativas em madeira na catedral são claramente obras locais: as formas ornamentais dos capitéis e arcos foram esculpidas por trabalhadores crioulos livres. Isto é excepcional, já que a escravatura no Suriname só foi abolida em 1863, pouco antes da construção da igreja. Os sacerdotes usaram esta oportunidade para tornar a igreja mais atraente para a crescente comunidade de escravos libertos.

O belo interior da igreja

De catedral a basílica

No final do século passado, a catedral não estava nas boas condições em que se encontra hoje. Depois de uma tentativa fracassada de restauração, a igreja começou a se inclinar e a fachada começou a descascar. Quando se encontraram cupins e madeira podre, a catedral foi fechada e assim permaneceu por 20 anos. Em 2010, o minucioso trabalho de restauração, que consumiu 5 anos, finalmente terminou. Desde então, a catedral de madeira está em excelentes condições. Olhe atentamente para a madeira mais clara e mais escura no teto, para identificar as novas vigas. Em 2014, o Papa Francisco concedeu o maior título honorário para uma construção católica: agora a catedral de madeira é também uma basílica.

A catedral na rua Henck Arronstraat

Santo Padre

A Catedral de São Pedro e São Paulo é um lugar importante de peregrinação para os surinameses católicos, que são cerca de 20% da população. Numa capela lateral da igreja, encontra-se o túmulo do padre beatificado Peerke Donders (1809-1887). Este missionário holandês dedicou grande parte de sua vida a cuidar de leprosos em Batavia, uma colônia de leprosos a oeste de Paramaribo, onde eles viviam em condições miseráveis.

Créditos das fotos

  • O belo interior da igreja: David Stanley, Flickr
  • A catedral na rua Henck Arronstraat: Bart van Poll, Flickr