Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Lindos palácios nos arredores de Madri

O Palácio Real é uma das atrações mais populares em Madri. O maior palácio real da Europa tem 870 janelas, 240 sacadas, 44 escadas e 2.800 quartos – suficientemente grande para se passar um dia inteiro de visita. Mas há testemunhos ainda mais eloquentes da desenfreada ostentação da família real espanhola, nos arredores da capital.

O palácio residencial do rei não é aberto ao público, mas as três residências reais apresentadas a seguir podem ser visitadas. Com 2.675 janelas, 86 escadas e 4 mil quartos, El Escorial é sem dúvida maior que o Palácio Real, só que não é um palácio, mas sim um castelo, o que explica a falta de sacadas. O elegante palácio de contos de fadas em Aranjuez contrasta profundamente com o árido granito de El Escorial. E, por fim, há o palácio do ditador General Franco, que fica no topo de uma montanha em El Pardo.

O imenso castelo monastério de El Escorial
O imenso castelo monastério de El Escorial

Madrid

O colossal castelo monastério do Rei Felipe II

San Lorenzo de El Escorial é uma vila remota de montanha na Sierra de Guadarrama. Nunca teria existido se Felipe II, Rei de Espanha e Senhor da Holanda, não tivesse construído esse imenso castelo monastério aqui no século XVI. El Escorial é um bloco quadrado em granito com torres (com pelo menos 200 m de cada lado), maciço e horrível. Mosteiro, basílica, seminário, biblioteca, panteão e palácio, tudo junto, um exemplo perfeito da megalomania que foi prontamente incluído na lista dos Patrimônios da Humanidade.

Palácio de El Pardo, residência do General Franco

O Versailles da Espanha

Outro palácio construído pelo Rei Felipe II foi sua residência de verão, e o contraste não poderia ser maior: tanto quanto o Escorial é horrível, o Palácio Real de Aranjuez é charmoso. O Rei Felipe escolheu este lugar por um bom motivo: este vale fértil ao longo das margens do Taag é único dentro do seco e árido platô onde Madri se localiza.

O palácio de verão do Rei Felipe II em Aranjuez
O palácio residencial do ditador General Franco

O palácio esquecido do General Franco

De todos os palácios que são abertos para o público, dentro de Madri e em seus arredores, o Palácio de El Pardo, do século XVI, é o menos visitado e o mais controverso. O desprezível ditador General Francisco Franco viveu aqui por décadas. Ele é em geral descrito como um homem de gosto simples, embora se sentisse em casa entre os milhares de quilômetros de seda e veludo, candelabros de cristal, mármores reluzentes e pompa. Cercado por 15 mil hectares de campos de caça, o palácio fica no topo de uma montanha, de forma que os intrusos pudessem ser observados e mortos à distância.

Créditos das fotos

  • Palácio de El Pardo, residência do General Franco: Choniron, Wikimedia
  • O palácio de verão do Rei Felipe II em Aranjuez: Choniron, Wikimedia
  • O palácio residencial do ditador General Franco: Esetena, Wikimedia