Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Chelsea, o novo SoHo

Galerias de arte, teatros e museus únicos: ao longo dos últimos anos, Chelsea se tornou um polo criativo de Nova York. O passado industrial confere à área um estilo rústico que muitos artistas adoram. Atualmente, existem 350 galerias só em Chelsea, e o número não para de crescer.

O SoHo costumava ser o destino para os nova-iorquinos apreciadores de arte, mas os tempos mudaram. No início da década de 1990, armazéns e garagens abandonados nas ruas sujas de Chelsea foram transformados em galerias de arte vanguardista. Restaurantes, cafés e museus foram abertos em seguida e transformaram Chelsea em um bairro badalado. Como quase nenhuma das galerias cobram entrada, passar um dia comprando obras de arte é um programa irresistível.

Oásis verde na selva de pedra

Uma ótima maneira de ter uma boa visão do bairro é caminhar pela High Line. Esse antigo viaduto ferroviário liga Chelsea ao Meatpacking District e foi transformado em um lindo parque. Com quase dois quilômetros, o High Line é um pequeno oásis em meio à selva de pedra. Quando o tempo está bom, muitos nova-iorquinos pegam sol nos bancos ou saboreiam um pretzel e um café em uma das muitas cafeterias ouvindo o som do tráfego que passa sob o elevado.
É possível descer do parque usando uma das muitas escadarias, mas recomendamos a saída da West 20th Street. Andando uma quadra, na West 21st Street, você encontrará a galeria de Paula Cooper, um dos grandes nomes do meio artístico e uma das primeiras pessoas a mudar do SoHo para Chelsea. A galeria de Paula expõe obras de grandes artistas.

“Chelsea combina o poder aquisitivo de uptown com o estilo único de downtown”

Arte nas ruas

Fotografia e arte conceitual

A maioria das galerias ficam localizadas nas quadras entre a West 18th Street, West 24th Street, 10th Avenue e 11th Avenue. Na West 24th Street, você encontrará a 303 Gallery, com exposições fotográficas e instalações interessantes. Mais adiante na mesma rua, fica a Gladstone Gallery, um espaço dedicado à arte conceitual e filosófica. Deixe a arte de vanguarda um pouco de lado e conheça a livraria Printed Matter, na esquina da 10th Avenue e da West 23rd Street, para folhear milhares de livros de arte.

Mercado de Chelsea

Chelsea Market

O melhor lugar para um bom café da manhã ou um almoço rápido é o Chelsea Market. O prédio do mercado pertencia à National Biscuit Company, a empresa que inventou o famoso biscoito Oreo. Atualmente, o mercado abriga diversos serviços de bufê e lojas. De cupcakes perfeitos a pães orgânicos e de sushis elaborados a sopas caseiras, tudo é igualmente irresistível. O prédio da antiga fábrica já vale a visita.

Créditos das fotos

  • Arte nas ruas: Sean Pavone, Shutterstock
  • Mercado de Chelsea: littleny, Shutterstock