Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

A exótica Philipsburg

Graças a suas numerosas lojas, cafés e hotéis, Philipsburg é um dos lugares mais animados da ilha de São Martinho. Gigantescos navios de cruzeiro e luxuosos iates lançam âncoras na baía de mar azul descoberta em 1493 por Colombo, embora indígenas já vivessem aqui. Philipsburg é a capital da parte holandesa da ilha e está localizada na linda praia de areia branca de Great Bay.

No século XVI, tanto os navegadores holandeses, espanhóis e franceses, quanto os piratas da região do Caribe estavam interessados nesta charmosa ilha. Não só ela tinha baías protegidas, como também tinha uma grande salina. Naquela época, o sal era importante para preservar a carne e o peixe a bordo dos navios. John Philips, um capitão escocês a serviço da marinha holandesa, fundou a cidade de Philipsburg na pequena faixa de terra entre o mar e a salina, em 1763.

O píer de madeira em Philipsburg
O píer de madeira em Philipsburg

São Martinho

O tribunal de justiça de 1793

Arquitetura colorida

A ilha exibe lindas casas coloniais em alegres cores antilhanas e uma igreja inglesa cercada de palmeiras. Com a Oranjeschool em tons pastéis e o antigo tribunal de justiça, as quatro ruas principais de Philipsburg formam juntas uma mistura colorida de influências holandesas, inglesas e nativas. Você pode encontrar todas as estórias e a história no charmoso pequeno Museu Saint Martin na Front Street.
O passado da ilha também pode ser explorado fora da cidade. Na ponta da península entre Great Bay e Little Bay encontram-se as ruínas de Fort Amsterdam. Ele foi construído em 1631 como primeira fortaleza militar no Caribe, e pode-se chegar lá por uma trilha de caminhada que começa no Divi Little Bay Resort. Hoje em dia, só restam uns poucos muros e alguns canhões enferrujados, mas as vistas espetaculares de Great Bay e das ilhas vizinhas continuam as mesmas. As ruínas também estão situadas em meio à natureza encantadora, com catos altos e pelicanos marrons mergulhando das rochas em busca de peixes.
Vista de Fort Amsterdam

Fazer compras e relaxar

Além das exóticas cores locais, Philipsburg é também conhecida pela quantidade de opções para compras e por sua vida noturna. Front Street, a primeira rua à beira-mar, é um paraíso de zona franca, isenta de impostos, com lojas que vendem joias, perfumes e artigos de luxo e suvenires. O Guavaberry Emporium também fica aqui, uma loja de bebida feita com a fruta local guavaberry (no Brasil, cambucá). Você também cruzará com essa bebida alcoólica em vários bares (o lugar perfeito para provar uma guavaberry colada), assim como nos resorts, cassinos e casas noturnas de Philipsburg. Um lugar recomendável é o Ocean Lounge no Holland House Beach Hotel, com sua grande área para sentar ao ar livre e música ao vivo, localizado bem à beira-mar, em Great Bay.
Great Bay Beach, a praia de Philipsburg

Créditos das fotos

  • O tribunal de justiça de 1793: Vakantiestmaarten.nl