Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Sem faltar diversão

Todo vilarejo chinês tem pelo menos um bar de karaokê, toda cidade tem pelo menos uma casa noturna, e a maioria das grandes cidades abrangem todas as facetas da vida noturna chinesa. Hong Kong tem o bar de coquetéis mais alto do mundo, Xangai tem inúmeros bares de jazz e casas noturnas descoladas, enquanto Pequim é conhecida por suas óperas. Em poucas palavras, se um dia você estiver na China, sempre encontrará alguma coisa que combina perfeitamente com seu gosto de diversão.

A vida noturna chinesa tem de tudo; é só uma questão de preferência. Nas grandes casas noturnas, lembre-se de que é costume comprar uma “mesa para a noite” por algumas poucas centenas de yuanes. Isto em geral dá direito a uma garrafa de bebida, algumas frutas ou petiscos e serviço pessoal. Se você estiver procurando algo um pouco mais simples, os inúmeros bares e shows são uma boa alternativa.

Hong Kong à noite
Hong Kong à noite

Hong Kong – drinques com vista

Os hotéis em Hong Kong em geral reservam a cobertura para um bar, que oferece vistas panorâmicas da cidade. Isto tudo fica ainda mais espetacular quando anoitece e as luzes da cidade se acendem. Cada hotel difere um pouco do outro. Enquanto o M Bar no Mandarin Oriental fica só no 25º andar, seus coquetéis exclusivos – com ingredientes como manteiga artesanal de rum, noz moscada e canela – fazem com que a vista para Victoria Harbour (Porto de Victoria) pareça ainda mais linda. OZONE, no 118º andar do Ritz-Carlton, é o bar mais alto do mundo, com uma vista inacreditável em noites de bom tempo. Mas há também lugares ótimos para um drinque com vistas ao nível do mar - Aqua Luna, um barco de junco com velas vermelhas, navegará com você pelo porto, enquanto você saboreia relaxadamente seu drinque.

Entrada do OZONE Bar

Hangzhou e Guilin – shows na água

A habilidade chinesa de criar e dirigir espetáculos foi amplamente demonstrada nas cerimônias dos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008. A mente por trás desses espetáculos foi o diretor Zhang Yimou, famoso pelo uso de cenários naturais em seus shows da série Impression. Em uma de suas produções, na cidade meridional de Yangshuo, os espectadores podem assistir a um show diário sobre a vida e a relação dos pescadores e das minorias étnicas com a natureza; isto é interpretado por 600 atores, tendo como cenário 12 picos cársticos, a formação calcária típica da região – tudo sobre a água. Outro espetáculo de Zhang, apreciado pelo país inteiro, mostra centenas de atores velejando, dançando e tocando tambores todas as noites em Hangzhou, no West Lake (Lago Oeste). Aqui são retratados a história, os mitos e a cultura de Hangzhou.

Espetáculo no rio em Yangshuo

Xangai – cafés franceses

O distrito de Xintiandi em Xangai é composto por casas construídas há um século e meio, no estilo shikumen, com tijolos cinza, telhas pretas e pequenos pátios. Em Xintiandi, essas casas antigas foram restauradas e reformadas, criando um bairro moderno com galerias de arte, butiques, bares, cafés e restaurantes. A área ficou tão aconchegante que está sendo chamada de sala de estar de Xangai. Este distrito proibido aos automóveis ganha vida principalmente à noite, quando os cafés ficam lotados e a música ecoa pelas praças e becos.

Espetáculo em West Lake (Lago Oeste), Hangzhou

Créditos das fotos

  • Entrada do OZONE Bar: kfcatles, Flickr
  • Espetáculo no rio em Yangshuo: CHEN HENG KONG, Shutterstock
  • Espetáculo em West Lake (Lago Oeste), Hangzhou: CHEN WS, Shutterstock