Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Piazza Maggiore, no coração da Bolonha

O povo de Bolonha tem se reunido na Piazza Maggiore por séculos. Esta grande praça no coração da cidade é cercada por belas construções medievais, como o Palazzo del Podestà, Pallazo d'Accursio e, claro, a gigante Basílica de Petrônio com a sua fachada cinza inacabada.

Bologna era uma cidade próspera na Idade Média. Durante este período, seus habitantes gozavam de uma considerável liberdade, o comércio de têxteis floresceu e a Universidade de Bolonha, a primeira universidade do mundo, foi fundada. A Piazza Maggiore esteve sempre no coração desta cidade progressista. Este centro comercial lotado atraía comerciantes de todo o mundo, e o governo da cidade desempenhava as suas funções nos “palazzi” em volta. A melhor maneira de relaxar e desfrutar da Piazza Maggiore é agir como um estudante e sentar em um café ao ar livre, pedir uma taça gelada de Chianti e apreciar a vista.

Passado inacabado

Olhe para cima e você quase poderá ler a rica história de Bolonha a partir das fachadas de seus edifícios. A fachada inacabada da Basílica de San Petrônio imediatamente chama a atenção. As primeiras pedras da igreja foram colocadas em 1390, mas a construção se estendeu por séculos. Quando a prefeitura encomendou sua construção, nenhuma solicitação de aprovação foi enviada ao bispo. Afinal, a basílica tinha sido pensada para representar a cidade livre de Bolonha, que não estava sob o jugo da diocese. Mas o Papa não ia permitir que isso acontecesse sem uma briga, e ele pôs fim ao projeto ambicioso, construindo o edifício da Universidade Archiginnasio junto ao canteiro de obras. O Papa queria todas as disciplinas universitárias alojadas no mesmo edifício.
Devido a uma falta de financiamento e problemas técnicos, a construção da basílica chegou a um impasse e a fachada nunca foi concluída. O Archiginnasio atualmente abriga a Biblioteca Municipal.

+ Ler mais

O átrio de Archiginnasio

Grande, maior, maior ainda

A igreja já é formidável em tamanho, mas foi originalmente projetada para superar até a Basílica de São Pedro de Roma. Embora a fachada esteja inacabada, certamente vale a pena fazer uma visita à construção. No interior, belos afrescos de Giovanni da Modena e Jacopo di Paolo adornam as paredes, e a própria basílica abriga um dos mais antigos órgãos em funcionamento em todo o mundo, que remonta ao século 15. A ciência também é representada na igreja, que possui o maior relógio de sol do mundo e também um pêndulo de Foucault.

O mais antigo palácio na Piazza Maggiore

Do outro lado da basílica está o palácio mais antigo da Piazza Maggiore, o Palazzo del Podestà. Ele foi construído por volta do ano 1200 e serviu como sede do "podestà”, o maior administrador da cidade e seus colegas. O palácio rapidamente ficou muito pequeno para todos os cidadãos que estavam envolvidos no conselho da cidade e por isso o Palazzo Re Enzo foi construído como uma extensão. A Torre dell'Arengo datada de 1453 é digna de nota. Esta torre abriga o maior sino de Bolonha, que é usado para alertar o povo sobre uma emergência. Dica: fique embaixo de um lado das abóbadas e você poderá ouvir alguém sussurrando do outro lado.

+ Ler mais

Palazzo del Podestà e a Torre dell’Arengo

Enzo, o rei aprisionado

O Palazzo Re Enzo recebeu o seu nome pelo rei Enzo da Sardenha, o filho ilegítimo de Frederico II, imperador do Sacro Império Romano. Em 1249, ele sofreu uma derrota em Fossalta e depois foi capturado pelos bolonheses. Durante a noite, ele ficava confinado em uma jaula no Palazzo Re Enzo, mas, durante o dia, ficava livre para fazer o que quisesse, inclusive se encontrar com mulheres. Rumores dizem que ele teve três filhas e um filho. Diz-se que esse filho é o antepassado da família Bentivoglio, que mais tarde se tornou governante de Bolonha. Apesar dos protestos contínuos de seu pai, Enzo permaneceu preso até sua morte em 1272.

A fachada do Palazzo d’Accursio

Palazzo d’Accursio o Comunale

O Palazzo d'Accursio o Comunale é composto por vários edifícios que foram unidos ao longo dos séculos. No século 13, o famoso jurista Accursius viveu aqui e trabalhou na Universidade de Bolonha. Mais tarde, o edifício serviu como sede dos Anziani (Anciãos), os mais altos magistrados da cidade. A fachada tem um portão com ponte levadiça, acima do qual se destaca uma grande estátua de bronze do papa bolonhês Gregorius XIII. O palácio abriga atualmente a Coleção de Arte Municipal, com pinturas da Idade Média até o século 19.

+ Ler mais

Visualização no mapa

Palazzo d’Accursio o Comunale, Piazzo Maggiore, Bolonha, Itália

Créditos das fotos

  • Palazzo del Podestà e a Torre dell’Arengo: magro_kr, Flickr
  • A fachada do Palazzo d’Accursio: Marco Assini, Flickr