Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O ícone retro de Roterdã: o Euromast

O porto, a Ponte Erasmus, o carnaval de verão? Não, é o Euromast que é um ícone de Roterdã há mais de meio século. Originalmente construído para a exposição de flores Floriade de 1960, e depois quase duplicado em altura, o Euromast é uma atração popular há várias décadas e ainda é a torre de observação mais alta da Holanda.

O nome Euromast foi cuidadosamente escolhido. “Euro” porque Roterdã é um dos portos mais importantes da Europa, e “mast” (mastro) porque esta palavra tem o mesmo significado em inglês, holandês e em várias outras línguas. Para estabilizar este gigante, as fundações da torre consistem de um gigantesco bloco de concreto com seu centro de gravidade enterrado no solo. O mirante de 100 metros de altura oferece uma visão de 360 graus da skyline de Roterdã. E se isso não for alto o bastante para você, tome o elevador de vidro para o topo da Space Tower, a 185 metros de altitude.

Ícone de Roterdã: o Euromast
Ícone de Roterdã: o Euromast

Do Euromast à Space Tower

Em 1960, a primeira Floriade da Holanda foi aberta pela Princesa Beatrix. No parque com canteiros de flores, lagos, pavilhões e um bondinho, o Euromast, com seus 100 metros de altura, foi a atração principal. Era a construção mais alta de Roterdã naquele tempo e uma grande realização para a época – o arquiteto Huig Maaskant se esmerou nesse projeto. A fundação é composta por um bloco de concreto que pesa quase 2 milhões de quilos, e o assimétrico cesto da gávea de aço e vidro pesa 240 mil quilos. O colosso (que agora também abriga um restaurante) foi construído no chão e em cinco dias içado até a altura de 100 metros.
Mesmo depois da Floriade, o Euromast continuou sendo uma grande atração, recebendo um milhão de visitantes por dia. Dez anos depois, a torre deixou de ser a construção mais alta de Roterdã. Uma segunda torre foi construída em seu topo: a Space Tower com o Euroscoop, um elevador de vidro que gira enquanto sobe até o topo de 185 metros de altura.

“Com 100 metros de altura, o Euromast era a maior construção de Roterdã, em 1960. Agora com 185 metros, a torre ainda mantém o recorde.”

Anos 1960: 100 metros de altura

Rapel, jantar ou uma suíte 5 estrelas

“Tudo muda, menos a vista” foi a recomendação feita quando o Euromast passou por uma reforma completa no início do novo milênio. O mastro foi reaberto em 2004, com um novíssimo restaurante contemporâneo no cesto da gávea. Aqui você pode saborear um brunch, almoço, chá da tarde, tudo com as mesmas vistas fabulosas. O designer de interiores Jan des Bouvrie decorou duas luxuosas suítes por cima do restaurante. Das 22h até 10h, os hóspedes do hotel têm o mirante todo para si – o maior terraço em toda Roterdã. Outra novidade é a oportunidade de praticar rapel na torre – é preciso ter nervos de aço.

Os hóspedes do hotel desfrutam de uma vista exclusiva à noite

Créditos das fotos

  • Anos 1960: 100 metros de altura: Lex de Herder, Rotterdamimagebank.nl
  • Os hóspedes do hotel desfrutam de uma vista exclusiva à noite: Marc Heeman, Rotterdamimagebank.nl