Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O mundo da fantasia do Parque Güell

Antoni Gaudí é o homem por trás do estranho e genial Parque Güell, o mais famoso parque de Barcelona. Contratado pelo empresário Eusebi Güell, o arquiteto começou a construir uma vila de sonho no limite da cidade, que deveria parecer a uma floresta de conto de fadas. Embora a vila nunca tenha sido completada, já que apenas 2 das 60 casas planejadas foram construídas, o Parque Güell ainda é verdadeiramente único.

Uma exuberância fantástica é o que melhor descreve o Parque Güell. Cores vibrantes, formas arquitetônicas peculiares e curvas naturais: Gaudí certamente deu asas à sua imaginação. O parque foi construído entre 1900 e 1914, localizado na Colina El Carmel no bairro de Gràcia – é possível ver claramente como o artista tentou integrar sua criação à paisagem local.

Banco ondulante de Gaudí

O banco ondulante em mosaico

Antoni Gaudí viveu de 1906 a 1926 em uma das 2 casas que foram construídas no parque. Essa casa agora se chama Casa Museu Gaudí e tornou-se um museu que expõe desenhos e mobiliário. Um dos destaques do Parque Güell é o famoso banco ondulante em mosaico que serpenteia em torno do terraço panorâmico. Ele é oficialmente o banco mais comprido do mundo. Conta a lenda que Gaudí se inspirou na história de Adão e Eva para criar o banco. Observe a escadaria dupla com a salamandra e uma fonte no alto.

+ Ler mais

Veja no mapa

Carrer d'Olot, Barcelona
Salamandra numa fonte no Parque Güell

Vista panorâmica impressionante

Outra vista única é a “Sala das 100 colunas”: uma sala com 100 colunas – embora uma contagem cuidadosa revele que são apenas 86 – que sustentam uma praça inteira e criam um pavilhão cheio de sombra para se refugiar do calor do verão espanhol. Observe o teto e admire os vários entalhes, decorados com símbolos religiosos, mitológicos e astrológicos. A praça sobre o pavilhão é chamada de Gran Plaza Circular, onde estão localizados os famosos bancos decorados com mosaicos de cerâmica multicolorida. Além de tudo isso, vale a pena observar a magnífica vista de Barcelona. Dica: siga as trilhas de caminhada para o alto da colina para vistas ainda mais lindas da cidade.
Sala das 100 colunas