Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O Império de Henry Ford

Automóveis reluzentes Modelo T (no Brasil chamados de Ford de Bigodes), velhos motores a vapor e a linha de montagem do F-150: o Henry Ford Museum é imperdível para qualquer pessoa com algum interesse em carros. Esse é um pedaço da história norte-americana de classe mundial.

Henry Ford nasceu em Dearborn, um subúrbio de Detroit. Em 1929, ele fundou o Henry Ford Museum e o Greenfield Village. Com o museu ao ar livre, Henry Ford queria retratar a Revolução Industrial e exibir itens de importância histórica. The Henry Ford – como o complexo é hoje conhecido – atrai 1,5 milhões de visitantes por ano e é uma das principais atrações de Detroit.

Superpotência tecnológica

O museu é dividido em várias seções. A maior seção é chamada Driving America e conta a história da indústria automobilística norte-americana. O 15-milionésimo Ford Modelo T e o primeiro Ford Mustang de 1964 estão expostos nessa seção. A seção de Automóveis Presidenciais é também impressionante e inclui a limusine em que John F. Kennedy foi baleado em 1963.
Porém o museu não é exclusivamente focado em carros: ele também conta como os Estados Unidos se desenvolveram como superpotência tecnológica. A seção Made in America apresenta enormes máquinas a vapor, e a área de Home Arts exibe eletrodomésticos através dos tempos. Outra exposição interessante é a do Fokker, um avião de construção holandesa que fez o primeiro voo sobre o Polo Norte, em 1926.

Vários modelos Ford

Uma espiada dentro da fábrica

Uma das mais novas atrações é o Ford Rouge Factory Tour, que abrange cinco seções. A seção mais interessante permite observar de uma passarela a linha de montagem do mais novo Ford F-150. No início do século XX, Henry Ford produziu um enorme impacto com seu processo de produção inovador. Em 1913, Ford foi o primeiro fabricante de automóveis a utilizar uma linha de montagem para produzir carros. Ele acreditava que os carros deviam ser acessíveis a todos, e seu objetivo era produzir carros seguros e baratos. Antes de existir a linha de montagem, um único mecânico de automóveis montava um carro inteiro. Com a introdução da linha de montagem, as tarefas na fábrica foram divididas em várias subtarefas, e cada mecânico passou a ter sua própria especialidade. Graças a esse aumento de eficiência, o preço dos carros foi reduzido. O Ford Modelo T – Ford de Bigodes – foi o primeiro carro a ser produzido dessa forma.

O Ford Rouge Factory Tour
Um cartaz do Mc Donald’s de 1960
Greenfield Village

História norte-americana

Visite também o Greenfield Village: uma exposição ao ar livre composta por 100 prédios históricos dos séculos XVIII e XIX. Visitar o Village é como viajar de volta para o passado: ande pela antiga ferrovia, visite a fábrica de bicicletas dos irmãos Wright e veja a casa onde Henry Ford nasceu em 1863. Você também pode dar uma volta real num verdadeiro Ford Modelo T!

Créditos das fotos

  • Vários modelos Ford: Michael Kappel, Flickr
  • O Ford Rouge Factory Tour: Nicole Yeary, Flickr
  • Um cartaz do Mc Donald’s de 1960: The Henry Ford