Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

A vida de Pablo Picasso

Barcelona e Pablo Picasso (1881) são indissociáveis: não só o artista completou sua formação acadêmica na cidade, como foi onde ele deu os primeiros passos no modernismo. O Museu Picasso apresenta os mais importantes trabalhos de sua juventude – começando no período em que Picasso trabalhou e viveu em sua amada ‘Barça’.

O Museu Picasso – um dos 3 museus dedicados ao pintor espanhol – é o museu mais visitado de Barcelona. A grande coleção de pinturas e cerâmicas, bem como de trabalhos gráficos, é exibida em ordem cronológica. Este museu é referência obrigatória para todos os que têm interesse na vida de Picasso.

Salas repletas de tesouros

Com suas 35 salas distribuídas em 3 andares cheias de obras de Picasso, é fácil entender por que o Museu Picasso atrai tantos visitantes todos os dias, o ano inteiro. O museu se concentra basicamente nos primeiros trabalhos do artista, que ele criou quando vivia em Barcelona. A própria sede do Museu Picasso já vale a visita: é composta por 5 casas de mercadores interconectadas, datadas dos séculos XIII ao XV. A coleção permanente está exposta no Palau Aguilar, Palau del Baró e Palau Meca. A Casa Mauri e o Palau Finestres abrigam mostras temporárias. Picasso sonhava em ter seu próprio museu em Barcelona. Seu bom amigo e secretário pessoal Jaume Sabartés Gual tornou esse sonho realidade. Junto com a cidade de Barcelona, planejou este museu extraordinário, que foi inaugurado em 1963.

+ Ler mais

Veja no mapa

Museu Picasso, Montcada 15-23, Barcelona

De Barcelona a Paris

As primeiras salas do museu são dedicadas a uma coleção dos primeiros desenhos a óleo e esboços de 1893, que já mostram claramente o talento do jovem Picasso. Especialmente o Retrato de la tia Pepa (Retrato da tia Pepa), de 1896, revela a enorme maturidade de seu estilo de pintura, considerando que Picasso tinha apenas 15 anos de idade quando o pintou. As salas seguintes mostram obras dos primeiros anos de Picasso em Paris, onde passou a maior parte do resto de sua vida. Da sala 8 em diante, a coleção apresenta obras da Fase Azul de Picasso: entre 1900 e 1904, o artista pintou cenas melancólicas, utilizando em geral tons de azul.
Uma das salas no Museu Picasso

Projeto Las Meninas

Um dos destaques do museu é a série As Meninas. Em 1957, Picasso passou 5 meses estudando As Meninas de Diego Velázquez, pintor do século XVII. Isso o levou a criar 58 telas inspiradas nesta obra-prima. Picasso pintou a composição ou partes de As Meninas num estilo cubista, mudando os personagens originais e brincando com as cores. Em L’atelier de Picasso, lê-se que Picasso disse que trabalhou até que ‘as Meninas de Velázquez desaparecessem e [suas] próprias Meninas surgissem’. O livro L’atelier de Picasso foi escrito pelo amigo íntimo de Picasso Jaume Sabartés Gual e publicado em 1957 – portanto, deve haver alguma verdade nessa citação.

“Las Meninas é a única série completa da obra de Picasso exibida em um mesmo museu”