Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

A Torre Eiffel vermelha e branca de Tóquio

Durante a reconstrução de Tóquio depois da Segunda Guerra Mundial, a cidade construiu diversas réplicas de edifícios famosos de outros países. Um exemplo é a Torre de Tóquio, uma torre vermelha e branca inspirada na Torre Eiffel de Paris. Esta torre talvez seja o mais amado ícone retrô, e, do alto de seus 333 metros, as vistas são ainda mais impressionantes que as de sua rival parisiense.

A Torre de Tóquio apareceu como cenário em vários filmes, de “Godzilla” a “King Kong”. Desde a inauguração da Tokyo Skytree, em 2012, uma estrutura que é quase duas vezes mais alta, a Torre de Tóquio não é mais a construção mais alta da cidade. Contudo, ainda é uma atração turística importante: três milhões de visitantes por ano afluem para cá, para visitar os cafés, restaurantes, lojas de suvenires e o aquário com 50 mil peixes. No entanto, o destaque da torre continua sendo sua vista deslumbrante.

A Torre de Tóquio tem 333 metros de altura
A Torre de Tóquio tem 333 metros de altura

Tóquio

Vista do vulcão Fuji

Assim como a Fernsehturm em Berlim, a CN Tower em Toronto e a Menara KL em Kuala Lumpur, a Torre de Tóquio faz dublê de uma ativa torre de comunicação e uma atração turística. Enquanto essas outras torres possuem um desenho futurístico da era espacial em concreto, a Torre de Tóquio é feita de 4 mil toneladas de aço. Para tornar a estrutura bem visível ao tráfego aéreo, ela é pintada a cada cinco anos com 28 mil litros de tinta. A torre é o marco mais visível de Tóquio; de dia destaca-se com suas cores vermelha e branca e à noite é lindamente iluminada – branco brilhante no verão e laranja quente no inverno. Três elevadores expresso partem da base da torre, transportando os visitantes para duas plataformas panorâmicas diferentes a 150 e 250 metros de altura. Num dia claro, você pode ver os arranha-céus, templos e parques públicos de Tóquio, bem como a Baía de Tóquio e até o vulcão Fuji ao longe.

“O trabalho de pintura, a cada cinco anos, utiliza 28 mil litros de tinta vermelha e branca”

O Templo de Zojo-ji e a Torre de Tóquio

O templo dos shoguns Tokugawa

A única desvantagem óbvia de estar na Torre de Tóquio é que você não tem uma vista panorâmica da cidade com o próprio edifício como referência. Para isso, você precisa ir para outro edifício. Portanto, para uma linda vista da Torre de Tóquio, visite a plataforma panorâmica situada no topo da Torre Mori, de 238 metros de altura, em Roppongi Hills. Uma alternativa nas proximidades, para uma linda vista, é o bar que fica na cobertura do Hotel Prince Park Tower Tokyo, no Shiba Park, aos pés da Torre de Tóquio. Esse parque abriga também o Zojo-ji, um complexo de templo budista do século XIV, com o mausoléu dos shoguns Tokugawa. O templo e os edifícios adjacentes foram reconstruídos após a destruição da Segunda Guerra Mundial, mas o impressionante portão principal de verniz vermelho com 21 metros de altura é original do século XVII.

Créditos das fotos

  • O Templo de Zojo-ji e a Torre de Tóquio: Hiroshi Naito, 123rf