Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

O símbolo de Atenas: a Acrópole

A Acrópole é, provavelmente, o monumento mais importante da Grécia antiga. Essa ruína de 2.500 anos domina a paisagem de Atenas desde uma colina. Embora o Partenon, com suas colunas históricas, seja o monumento mais famoso da colina, ele é apenas um dos muitos tesouros da Acrópole. Depois de anos de restaurações, os palácios, as colunas e as esculturas voltaram a refletir o esplendor, o poder e a riqueza da cidade.

A Acrópole é muito mais do que um monumento famoso em todo o mundo. Ela já foi uma cidade com vários prédios, mas ao longo de séculos sofreu muito nas mãos de inimigos e arqueólogos. Os bizantinos transformaram os templos em igrejas, o governador turco usou o santuário de Erecteion para abrigar seu harém, e há 200 anos os ingleses compraram uma grande quantidade de esculturas de mármore. Felizmente, muitas estruturas foram restauradas. Passeie pelo incrível berço da civilização ocidental.

A Acrópole no topo da colina
A Acrópole no topo da colina

Atenas

O Partenon

Símbolo da Grécia antiga

O Partenon é o prédio mais fotografado da Acrópole e suas colunas são um símbolo indiscutível da riqueza da Grécia antiga. Seu nome significa o “apartamento da virgem” e ele foi construído para Athena Partenos, a deusa responsável pela riqueza da cidade. Ao caminhar ao redor do tempo é possível perceber o acabamento lustroso e as esculturas nos parapeitos da fachada. Os painéis em mármore, chamados de métopas, já exibiram cenas históricas lindamente pintadas e cobertas com ouro, como a caída de Troia. Infelizmente, essas cores foram apagadas com o tempo.

A metamorfose da Acrópole

Há quase 200 anos, os gregos começaram a restaurar a cidade na colina, apagando os vestígios de adições feitas à Acrópole. Em 1875, a Torre de Propileus foi demolida, embora a estrutura foi um marco de Atenas por centenas de anos. Há alguns anos, ficou claro que nem todas as restaurações foram feitas por profissionais: boa parte do mármore rachou quando o metal que foi utilizado começou a enferrujar. O metal acabou sendo substituído por titânio, os pilares foram alinhados e a decoração das paredes foi limpa com lasers. A Acrópole espera por você.