Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Os 3 pontos altos da Galleria degli Uffizi

A Galleria degli Uffizi é um dos mais antigos e mais famosos museus do mundo. A entrada fica na esquina da Piazza della Signoria, que durante séculos foi o centro animado da vida florentina. Na Galleria degli Uffizi você encontrará obras-primas de Caravaggio, Botticelli, Leonardo da Vinci e Michelangelo, distribuídas em 50 salas.

Florença em si é um museu vivo, lotado de palazzi centenários e tesouros renascentistas. Um simples passeio pela cidade é como visitar um museu. E se você decidir visitar realmente um, escolha a Galleria degli Uffizi. A Uffizi se encaixa na mesma categoria do Louvre, do Hermitage e do Prado: suas obras-primas clássicas são algumas das mais extraordinárias do mundo. A coleção é enorme, e você pode facilmente passar um dia inteiro aqui. Como ponto de partida, listamos abaixo três destaques que você não pode deixar de ver.

A obra-prima de Botticelli

O Nascimento de Vênus

O “Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli é sem dúvida uma das pinturas mais famosas do mundo. A pintura retrata o nascimento do amor: Vênus, a Deusa do Amor nua, emerge de uma concha com a serva Ora a seu lado. Vênus timidamente cobre sua nudez com as mãos, enquanto Ora está pronta para cobri-la com um lindo pedaço de pano. Antes de criar esta obra, Botticelli estudou a famosa escultura em mármore Vênus de Médici, em exibição em outro local do museu.

Baco e Caravaggio

Caravaggio teve um relacionamento íntimo com Baco, o deus do vinho, retratando a intoxicação e embriaguez. O artista era conhecido por seu temperamento impetuoso e estilo de vida desregrado. Em suas pinturas revolucionárias, Caravaggio gostava de enfatizar a humanidade de seus temas. O retrato que ele pintou em fins d século XVI quase não idealiza o deus: Baco é retratado como um homem com quem Caravaggio se embriagava em bares e bordéis. O artista também se desviou da norma tradicional renunciando à costumeira paisagem de fundo.

Companheiro de bebida de Caravaggio
Uma Maria mais humana

Ognissanti Madonna

O retábulo Ognissanti Madonna (Madona de Todos os Santos) é outro exemplo de uma nova abordagem. Giotto pintou a obra em cerca de 1310, e ela representa uma grande mudança na pintura, pois foi a primeira vez que um pintor medieval utilizou a perspectiva. Com esta obra, Giotto deu início a uma das maiores revoluções da história da arte. Ele é também considerado como o “pai” do Renascimento, por causa deste estilo de pintura. O retábulo representa Maria, sentada em um trono. A profundidade aparente de suas roupas e do trono a tornam muito mais humana – algo nunca visto naquela época.