Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Trens e totens em Stanley Park

O coração verde de Vancouver se chama Stanley Park. Nestes 1.000 acres de beleza natural, os habitantes de Vancouver vêm se divertir, e realmente há muito o que fazer! A atração mais popular é o Seawall, uma muralha de 22 quilômetros de extensão junto ao mar que quase dá a volta completa no Stanley Park.

Diariamente um grande número de corredores, caminhantes, skatistas e ciclistas ocupam o Seawall. O caminho é perfeito para a prática de vários esportes e oferece vistas maravilhosas do oceano e da montanha. A construção de Seawall começou em 1917, com o objetivo de evitar a erosão da costa. Foram necessários 60 anos para completar Seawall, mas, de acordo com os moradores, foi uma das melhores coisas que a cidade ganhou.

Stanley Park visto do ar
Stanley Park visto do ar

Vancouver

Stanley Park Miniature Train, o minitrem

Stanley Park Miniature Train, o minitrem

Uma das formas mais agradáveis de se explorar o parque é com o minitrem Stanley Park Miniature Train. O trem percorre uma estrada de 2 quilômetros em meio a uma natureza deslumbrante, sobre pontes e através de túneis. A locomotiva é uma réplica da Canadian Pacific Railway # 374, o primeiro trem de passageiros que chegou a Vancouver em 1887. Algumas vezes por ano, o trem oferece viagens temáticas especiais: em outubro, ele se transforma no Trem Fantasma para Halloween, e durante o período das festas de inverno, ele viaja como Bright Nights Christmas Train (Trem das Noites Luminosas de Natal), através do parque magicamente iluminado.

Totens coloridos

A mais famosa atração de Stanley Park é a coleção de totens em Brockton Point. Ao longo dos anos, foram encontrados vários totens em Vancouver e no entorno. As réplicas desses totens ficam agora expostas no parque – as peças originais, algumas das quais datando de 1880, estão espalhadas por vários museus. Os 9 totens apresentam histórias míticas que foram esculpidas por antigas tribos nativas e todos são pintados, exceto um. O 9º totem não pintado foi incluído em 2009 por Robert Yelton, membro da Squamish Nation, para marcar o lugar onde a família Yelton originalmente viveu. O totem é um tributo a sua mãe, uma das últimas pessoas a viver no Stanley Park.
Os totens de Stanley Park
O Aquário de Vancouver

O Aquário de Vancouver

No meio da vegetação do Stanley Park fica o Aquário de Vancouver (Vancouver Aquarium). Esse aquário abriga mais de 50 mil animais, incluindo lontras marinhas, golfinhos, sucuris e tubarões. Eles nadam em grandes tanques de água que também abrigam outros seres marinhos, como corais, estrelas do mar e plantas aquáticas. O aquário defende a preservação dos oceanos e conscientiza os visitantes sobre a causa por meio de várias mostras interativas. A renda da venda dos ingressos é usada para financiar projetos de conservação dos oceanos.

Stanley Park Hollow Tree, a árvore oca

A árvore oca, Stanley Park Hollow Tree, tem um lugar especial no coração dos habitantes de Vancouver, os Vancouverites. A árvore tem entre 700 e 800 anos de idade e apresenta uma grande abertura na base de seu tronco. Ao longo da história, ciclistas, carros e até elefantes posaram para fotos na abertura da árvore. Uma forte tempestade em 2006 danificou a árvore e, por razões de segurança, a prefeitura planejou cortar a Hollow Tree. Um grupo de residentes não concordou com a decisão e entrou em ação. Com a promoção de uma campanha maciça para angariar fundos, o grupo conseguiu recursos suficientes para estabilizar a árvore. Graças a seus esforços, a Hollow Tree ainda faz parte do Stanley Park.
Stanley Park Hollow Tree, a árvore oca