Parece que o seu navegador está desatualizado.
Para utilizar todas as funcionalidades de KLM.com de forma segura, recomendamos que você atualize o seu navegador ou que você escolha um diferente. Se continuar com esta versão, é possível que partes do site não sejam exibidas adequadamente, ou que nem sejam exibidas. A segurança de seus dados pessoais também é melhor garantida com um navegador atualizado.

 

Antiquários e lojas de marca

Milão é um paraíso para quem gosta de marcas caras, como Versace, Prada e Louis Vuitton. O “Triângulo de Ouro” entre a Via Montenapoleone, a Via della Spiga e a Via Manzoni concentra lojas das maiores marcas internacionais. Mas também há muitas butiques pequenas, lojas especializadas e antiquários: na verdade, é essa seleção variada que faz com que Milão seja um excelente destino para compras.

O domo de 47 metros da elegante Galleria Vittorio Emanuele II foi inaugurado em 1877. O arquiteto Giuseppe Mengoni morreu tragicamente depois da inauguração após cair do telhado. O enorme domo de vidro e o piso com mosaicos são espetaculares. Essa galeria, com bares, restaurantes, livrarias e lojas de grife, costuma ser chamada de “a sala de estar de Milão”. Se fosse uma sala de estar, com certeza faria parte de uma casa muito elegante!

A impressionante Galleria Vittorio Emanuele
A impressionante Galleria Vittorio Emanuele

Milão

Pequena Paris

Para chegar ao bairro de Brera, basta caminhar um pouco ou pegar o metrô no centro histórico e saltar na próxima estação. Esse bairro, com casas geminadas com lindas varandas em ruas estreiras e charmosas, sempre foi um reduto de artistas. Não por acaso, seu apelido é “pequena Paris”. Como o bairro ficou muito popular entre os yuppies, os artistas migraram para o bairro de Navigli. Atualmente, Brera reúne muitas butiques originais e caríssimas, além de lojas mais acessíveis que vendem bijuterias artesanais.

Na Via Solferino, por exemplo, você encontrará a Meru, fundada em 1967, que faz acessórios de couro e lã para pessoas que não podem comprar pedras preciosas. Como o perfil do bairro mudou, agora são os ricos que frequentam as lojas à procura de itens exclusivos. No brechó Cavalli e Nastri, os fashionistas garimpam roupas antigas e originais ou acessórios de marcas como Dior, Prada ou Paco Rabanne. Tudo gira em torno da palavra “originalidade”.

“Os yuppies substituíram os artistas e lotam as lojas de acessórios e os brechós do bairro.”

Pijamas e perfume

Brera é um bairro conhecido pelas diversas lojas especializadas. A Five to Nine, por exemplo, só vende pijamas de algodão para todos os membros da família e em todas as cores e tamanhos imagináveis. E o objetivo de Nicoletta, orgulhosa proprietária da Profumo, é vender apenas os melhores e mais exclusivos perfumes. As fragrâncias doces podem ser caras, mas são realmente excepcionais.

Lojas convidativas na Via Brera