Viajar com o seu cão de assistência

Se transportar o seu cão-guia ou cão de apoio emocional consigo a bordo do seu voo da KLM, por favor, contacte a KLM CARES e certifique-se de que preenche todos os formulários necessários.
 

Transportar o seu cão de assistência

Se quiser viajar com o seu cão de assistência, trataremos disso por si gratuitamente. Por favor, certifique-se de que contacta a KLM CARES pelo menos 48 horas antes da partida para nos dar tempo suficiente para tratarmos disso por si. Não autorizamos outros animais de assistência para além de cães.

Alguns países poderão ter restrições em relação ao transporte de animais. Portanto, aconselhamo-lo/a a tomar quaisquer medidas de precaução (tal como um passaporte para animais de estimação válido e prova de vacinação).

Cão-guia
Para levar o seu cão-guia na cabina, por favor, descarregue e preencha o formulário de pedido para cães-guia  e envie o formulário preenchido para KLM CARES. Por favor, tenha-o também consigo quando efetuar o check-in no aeroporto.

Cão de apoio emocional
A partir de 15 de março de 2019, só é permitido transportar o seu cão de apoio emocional na cabina em voos diretos dos e para os Estados Unidos. Além disso, o seu cão de apoio emocional deve ter pelo menos 4 meses de idade. Se já tiver recebido uma confirmação, ainda pode transportar o seu cão de apoio emocional.

Por favor, descarregue e preencha o formulário de pedido para cães de apoio emocional  e obtenha uma declaração assinada pelo seu prestador de serviços de saúde mental que expresse a necessidade de viajar com o seu cão de apoio emocional. Envie o formulário preenchido juntamente com a declaração assinada para a KLM CARES e leve-os consigo ao efetuar o check-in no aeroporto.

Declaração assinada pelo seu prestador de serviços de saúde mental
Ao transportar o seu cão de apoio emocional, deve ter uma declaração assinada por um prestador de serviços de saúde mental reconhecido que expresse a necessidade de ter o seu cão como companheiro de viagem. Esta documentação não poderá ter mais de um ano e deve incluir uma declaração assinada por um prestador de serviços de saúde mental reconhecido que esteja a tratar da deficiência mental ou perturbação emocional, indicando que:

1. O passageiro tem uma doença mental listada no “Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM IV)” (a KLM não está autorizada a perguntar-lhe qual é a natureza da sua doença mental).
2. O acompanhamento do passageiro pelo cão é necessário para a saúde mental ou tratamento do passageiro.
3. O indivíduo que faz a avaliação do passageiro é um prestador de serviços de saúde mental reconhecido, e o passageiro está sob o seu cuidado profissional.
4. A data e o tipo de registo do prestador de serviços de saúde mental reconhecido e o estado ou outra jurisdição em que foi emitido.
 

No aeroporto

Para receber o seu cartão de embarque, por favor, dirija-se ao balcão de check-in. Recomendamos que chegue ao aeroporto pelo menos 30 minutos antes do horário regular recomendado de chegada ao aeroporto..

Se o seu cão não se comportar de forma adequada em espaços públicos, não consideramos o seu cão como cão de assistência, mesmo que o cão tenha um papel de apoio para um passageiro com dificuldades físicas ou seja necessário para o bem-estar emocional de um passageiro. Nesse caso, o seu cão será recusado. Em caso de dúvida, o pessoal da KLM pode pedir-lhe que forneça informações adicionais para garantir que o seu cão é de facto um cão de assistência. Se não conseguir dar uma explicação verbal plausível, poderá ser exigida prova adicional por escrito.

Se um segmento do voo estiver programado para durar 8 horas ou mais, poderemos precisar de documentação que indique que o cão de assistência não precisará de se aliviar ou que pode fazê-lo de forma a não criar um problema de higiene ou sanitário a bordo.

 

Durante o seu voo

Passageiros que viajem com um cão de serviço podem sentar-se em qualquer lugar, exceto se o cão obstruir um corredor ou outra área que deva manter-se desobstruída por questões de segurança. Durante todo o voo, o seu cão deve usar peitoril (auto) e deve estar preso ao seu cinto.

Se o cão de assistência não couber no lugar atribuído, receberá outro lugar na cabina dentro da mesma classe de viagem em que o cão caiba debaixo do lugar à frente do passageiro ou não crie uma obstrução. Se for necessário, podemos pedir a outros passageiros para mudarem de lugar. No entanto, não somos obrigados a oferecer mais espaço ao cão do que o espaço de um lugar reservado, a disponibilizar um lugar numa classe de viagem diferente da que foi paga ou a recusar outro passageiro no voo. Se não houver um único lugar na cabina para o/a acomodar a si e ao seu cão sem criar obstrução, poderemos oferecer-lhe a opção de viajar num voo posterior ou de o seu cão de assistência viajar no porão.